Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

São Paulo pega Noroeste já com a cabeça no Palmeiras

Equipe joga em Bauru a partir das 21h50 desta quarta-feira e precisa vencer para não correr riscos

Marcius Azevedo - Jornal da Tarde,

25 de março de 2009 | 00h48

SÃO PAULO - O empate com o Paulista em Jundiaí transformou o jogo desta quarta-feira contra o Noroeste, às 21h50, em Bauru, em decisivo para o destino do São Paulo no Campeonato Paulista. O time precisa de uma vitória para evitar que os concorrentes se aproximem e também para não criar uma pressão extra para o clássico contra o Palmeiras, sábado, no Morumbi. "É um jogo decisivo, importantíssimo, precisamos somar os três pontos para ficarmos mais tranquilos na tabela", resumiu o atacante Washington. O confronto terá acompanhamento online do estadao.com.br.

Veja também:

linkMuricy reclama de partida do São Paulo às 15h45

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

Atualmente, o São Paulo está em terceiro com 30 pontos. A Portuguesa, que ocupa o quarto lugar, tem a mesma pontuação, mas perde no saldo de gols. Santos e Santo André estão com 27. "Temos de aproveitar que os dois dos nossos adversários vão se enfrentar. A vitória amanhã (quarta) pode nos aproximar da vaga", afirmou Washington, referindo-se ao duelo entre Santos e Santo André na Vila Belmiro.

Rodrigo adotou discurso parecido. O zagueiro, porém, lembrou que uma vitória sobre o Noroeste seria importante também para o clássico contra o Palmeiras. "A gente tem vários times colados na tabela. É uma decisão. Temos que ganhar para ir com moral para o clássico. Chegar nele com derrota é muito ruim."

Mas não é apenas no quesito moral que uma vitória em Bauru é importante. O fato de não precisar necessariamente derrotar o rival para garantir uma classificação também é benéfico nesta altura do campeonato.

Noroeste
Fernando Vizzotto; Éder, Anderson Marques, Marcelinho e George; Júlio Bastos, Bilu, Bruno César e Luciano Bebê; Gilsinho e Marinho
Técnico: Fahel Júnior
São Paulo
Rogério Ceni; Rodrigo, André Dias e Aislan; Zé Luís, Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Borges e Washington
Técnico: Muricy Ramalho
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima

Estádio: Alfredo de Castilho, em Bauru (SP)

Horário: 21h50

TV: Globo e Band

"A gente sabe que clássico é sempre equilibrado, que é complicado vencer", comentou Washington. "Por isso, temos que pensar no Noroeste. Os três pontos são os mesmos."

O camisa 9 garante que só tem olhos para o time de Bauru. "Eu consigo separar bem. Não fico pensando lá na frente. Vencer clássico sempre é bom porque dá moral para o time, mas não posso entrar desconcentrado porque pode acontecer alguma coisa e eu ficar fora do clássico."

Assim como fez Borges há uma semana, Washington também afirmou que confia no São Paulo em uma hipotética semifinal e que, apesar de Palmeiras e Corinthians estarem à frente na tabela de classificação, tudo muda no mata-mata. "Aí é outra história. Em uma fase decisiva, os times se equivalem, ainda mais em clássico", disse o atacante, rejeitando que os rivais estejam um passo à frente do São Paulo. "Na tabela, até pode ser. Mas dentro de campo, eu acredito que não."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.