São Paulo pega Sport para tentar encostar no Cruzeiro

Time joga em casa e espera tropeço do líder contra o Fluminense no Maracanã para reduzir diferença de nove pontos

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

07 Setembro 2014 | 07h00

Vencer é a palavra que não pode mais escapar do vocabulário do São Paulo até o fim do Campeonato Brasileiro. Este é o único resultado que interessa ao time se ele quiser realmente pensar em título, por isso passar pelo Sport hoje, no Morumbi, é tarefa fundamental na cartilha de caça ao líder Cruzeiro.

As chances de diminuir a gorda margem de pontos que separa as equipes é boa, afinal além do Tricolor jogar em casa, os mineiros têm um duelo difícil contra o Fluminense no Maracanã e estarão desfalcados de seus principais jogadores (Everton Ribeiro e Ricardo Goulart estão com a seleção). Antes de pensar na Raposa, porém, é preciso olhar para o próprio umbigo.

É verdade que a rodada pode ser benéfica e, no melhor dos cenários, daria chance da distância do líder ser encurtada para seis pontos; mas um resultado negativo pode derrubar a equipe para a quarta posição. “Em alguns jogos grandes nós conseguimos a vitória e nos considerados pequenos acabamos perdendo pontos, não podemos ficar fazendo projeções e sim jogar nossas partidas sem pensar no Cruzeiro”, disse Ganso.

A julgar pelo retrospecto recente, a torcida esfrega as mãos de otimismo. São quatro vitórias nos últimos cinco jogos e atuações de bom nível que dão esperança de que as oscilações ficarão para trás. Muito disso se deve ao quarteto formado por Kaká, Ganso, Pato e Alan Kardec, que deve mais uma vez estar junto em campo. Nas quatro vezes que isso aconteceu, foram quatro vitórias.

O que preocupa a comissão técnica é o desgaste dos atletas, que foram a campo na última quinta-feira pela Copa Sul-Americana contra o Criciúma. “O tempo de recuperação é muito curto, é difícil fazer dois jogos em alto nível na sequência”, avisou Muricy Ramalho.

Ainda sem poder contar com Luis Fabiano, que se recupera de um estiramento muscular, o Tricolor deve ter o retorno de Antonio Carlos como opção para o banco de reservas. O defensor estava com um estiramento na panturrilha esquerda, mas fica na reserva. “O Edson vem jogando muito bem, aqui não tem cadeira cativa e lugar reservado”, avisou o técnico. Reinaldo será o lateral-esquerdo já que Alvaro Pereira está com a seleção do Uruguai e Michel Bastos cumpre suspensão.

SECA

Com apenas 16 gols no Brasileiro, o Sport tenta melhorar o desempenho ofensivo para sair com um bom resultado do Morumbi. O setor tem sido duramente criticado pela escassez de gols e precisa mostrar serviço para o técnico Eduardo Baptista. Apesar de jogar fora de casa, os pernambucanos descartam passar o jogo todo fechados e prometem agredir o rival.

“Respeitamos o São Paulo, mas não vamos jogar para empatar. Temos condições de vencer e vamos jogar para isso ”, disse Neto Baiano.

SÃO PAULO X SPORT

Domingo, às 16 horas

Local: Morumbi}

Árbitro: Bráulio da Silva Machado

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Reinaldo; Souza, Denilson, Ganso e Kaká; Pato e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho

SPORT: Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Ronaldo, Rithely, Ibson, Danilo e Felipe Azevedo; Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.