São Paulo pensa em contratar mais um estrangeiro

Depois de Saavedra e Adrián González, outro jogador da América do Sul pode vir; Fernandão interessa

Marcius Azevedo, Jornal da Tarde

23 de julho de 2009 | 10h26

O chileno Saavedra e o argentino Adrián González podem ganhar companhia. O São Paulo pensa em contratar outro estrangeiro. Tudo porque, segundo o superintendente de Futebol Marco Aurélio Cunha, "o mercado no Brasil está pouco atraente."

Veja também:

linkJOGO - São Paulo empata e projeta arrancada

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Preciso de alguém que tem atitude, compromisso, que já tenha jogado partidas duras. O diferencial é esse, mas como você não tem mais esses jogadores no Brasil, você aponta para um argentino de 32 anos e sem contrato", afirmou, referindo-se ao ex-jogador do San Lorenzo.

Os clubes brasileiros podem ter até quatro estrangeiros no grupo de jogadores, mas só três podem entrar em campo em uma mesma partida. "Se vier, é mais um. Não podemos ter mais porque um ficaria parado, dando prejuízo."

O São Paulo até pensou no atacante uruguaio Sebastián "Loco" Abreu, mas o ex-jogador de River Plate e Real Sociedad acertou com o Aris, da Grécia.

FERNANDÃO

Entre os brasileiros, Fernandão, que tenta rescindir o seu contrato com o Al-Gharafa, do Catar, é o preferido. Se isso acontecer o clube fará uma oferta, como publicado pelo JT na semana passada.

"O São Paulo gostaria muito de contar com um jogador como ele. Mas ainda não é possível pensar nisso. Não iniciamos conversas", disse o diretor de Futebol João Paulo de Jesus Lopes.

O que o clube não fará é contratar só por contratar. "O Bill, que acertou com o Corinthians, foi oferecido, mas não interessou. Neste caso, é melhor ficar com o Henrique, o Mazola...", disse Marco Aurélio, referindo-se aos garotos da base.

Tudo o que sabemos sobre:
mercado do futebolSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.