São Paulo pensa em contratar mais um estrangeiro

O chileno Saavedra e o argentino Adrián González podem ganhar companhia. O São Paulo pensa em contratar outro estrangeiro. Tudo porque, segundo o superintendente de Futebol Marco Aurélio Cunha, "o mercado no Brasil está pouco atraente."

MARCIUS AZEVEDO, Agencia Estado

23 de julho de 2009 | 13h09

"Preciso de alguém que tem atitude, compromisso, que já tenha jogado partidas duras. O diferencial é esse, mas como você não tem mais esses jogadores no Brasil, você aponta para um argentino de 32 anos e sem contrato?, afirmou, referindo-se a González. O São Paulo confia que o ex-jogador do San Lorenzo possa resolver definitivamente o problema na lateral direita. Ele chegou após ser aprovado pelo auxiliar Milton Cruz, que foi observá-lo em Buenos Aires.

A situação do chileno Saavedra é bem diferente. O jogador de 21 anos foi levado ao clube pelo empresário Juan Figer, que tem trânsito livre com o presidente Juvenal Juvêncio, e é considerado uma aposta. Tanto que chegou como lateral, mas na verdade é zagueiro - posição em que o técnico Ricardo Gomes pretende utilizá-lo.

Ainda sem saber se eles vão dar resultado, Marco Aurélio admite que o São Paulo pode tentar trazer outro estrangeiro. Os clubes brasileiros podem ter até quatro gringos no elenco, mas só três podem entrar em campo em uma mesma partida. "Se vier, é mais um. Não podemos ter mais porque só três podem jogar. Não adianta trazer quatro e ficar parado, dando prejuízo".

Ele negou que o atacante uruguaio Sebastián ?Loco? Abreu possa ser o terceiro estrangeiro do elenco. Ele defendeu o River Plate no ano passado, depois passou pela Real Sociedad, da Espanha, e agora está no Aris Salonica, da Grécia. O interesse do São Paulo aconteceu antes do acerto com os gregos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.