Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

São Paulo perde de 4 a 2 e Ceni sofre primeira derrota na carreira

Na estreia como treinador em jogos oficiais, ex-goleiro vê Audax superior em jogo com pouca torcida

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

05 Fevereiro 2017 | 19h03

O técnico Rogério Ceni sofreu o primeiro revés em sua carreira na derrota do São Paulo para o Audax por 4 a 2, na Arena Barueri. Ele já imaginava que seria uma partida complicada diante de um time bem montado pelo técnico Fernando Diniz, mas não esperava que sua defesa tivesse uma atuação tão ruim na estreia no Campeonato Paulista.

Já era aguardado um duelo tático entre os dois treinadores, até porque Ceni está iniciando sua carreira e buscando novas metodologias, o que gera curiosidade de como o time vai se portar, e ainda por cima porque do outro lado tem um técnico que procura fazer o time jogar para frente, correndo riscos e que fez um ótimo trabalho no Paulistão do ano passado.

E com duas equipes dispostas a atacar, o jogo começou bem aberto com chance para os dois lados. Logo de cara, Luiz Araújo roubou a bola e invadiu a área com liberdade. Ele chutou, mas o goleiro Felipe Alves espalmou. Não demorou muito para o Audax fazer o primeiro gol, com Marquinho, que aproveitou uma sequência de erros da defesa do São Paulo.

O time do Morumbi ainda pensava em esboçar uma reação quando, em uma linda jogada de ataque, a defesa do São Paulo foi envolvida e após dois toques de calcanhar Pedro Carmona fez o segundo, deixando a pequena torcida quieta na Arena Barueri.

O jeito que Ceni tinha treinado a equipe não estava surtindo efeito diante de um adversário que tocava bem a bola e ocupava os espaços. Para piorar, Wellington Nem sentiu uma lesão muscular e teve de ser substituído. Foi aí que o treinador do São Paulo arrumou a equipe, colocando Cícero e passou a ganhar a disputa no meio de campo.

Em pouco tempo, veio o empate, com dois gols de Chávez, um aproveitando um bom passe de Cueva no meio da área e outro após assistência de Rodrigo Caio. O Audax sentiu o golpe, caiu de rendimento e o próprio Diniz gritava muito com seus atletas para acertar a marcação no time adversário.

Só que após o intervalo, o Audax voltou a ficar à frente do marcador em um lance de bola parada que Felipe Rodrigues aproveitou. O técnico Fernando Diniz já havia sido expulso, mas com a vantagem, o time suportou a pressão do São Paulo, que perdeu gols e desperdiçou bons contra-ataques.

Ceni até tentou colocar fôlego novo na equipe, com João Schmidt e Gilberto, mas um pênalti de Buffarini em Gabriel Leite praticamente acabou com as chances de reação do São Paulo. Pedro Carmona bateu com perfeição, fez o quarto gol de sua equipe e decretou a vitória do Audax no Paulista e a primeira derrota de Ceni na carreira.

FICHA TÉCNICA

AUDAX 4 x 2 SÃO PAULO

AUDAX: Felipe Alves; Felipe Rodrigues, André Castro (Magal) e Betinho; Léo Artur, Marquinho, Betinho e Pedro Carmona; Hugo, Ytalo (Gabriel Leite) e Denilson (Matheus Vargas). Técnico: Fernando Diniz.

SÃO PAULO: Sidão; Bruno, Maicon, Douglas (João Schmidt) e Buffarini; Rodrigo Caio, Thiago Mendes e Cueva; Wellington Nem (Cícero), Chávez (Gilberto) e Luiz Araújo. Técnico: Rogério Ceni.

Gols: Marquinho, aos 5, Pedro Carmona, aos 9, e Chávez, aos 29 e 36 minutos do 1º tempo; Felipe Rodrigues, aos 9, e Pedro Carmona, aos 29 minutos do 2º tempo.

Juiz: Vinícius Gonçalves Dias Araújo.

Cartões amarelos: André Castro, Pedro Carmona e Rodrigo Caio.

Público: 2.219 pagantes.

Renda: R$ 102.288,00.

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.