São Paulo perde e dá adeus à Copa Sul-americana

Desespero são-paulino dá contra-ataques para o Millonarios vencer e garantir sua vaga nas semifinais

24 de outubro de 2007 | 23h57

Demonstrando um futebol aquém do esperado, o São Paulo tentou, mas está eliminado da Copa Sul-americana ao perder para o Millonarios por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, em Bogotá, na segunda partida válida pelas quartas-de-final da competição.  Veja também: Para André Dias, time perdeu a vaga no Morumbi Como havia perdido o primeiro jogo por 1 a 0, em pleno Morumbi, o time do técnico Muricy Ramalho precisa dar o troco para levar a decisão para os pênaltis ou vencer com dois gols ou mais, o que não aconteceu. Agora, o foco volta a ser o Brasileirão, que está perto de ser conquistado pela quinta vez na história do clube. O Brasileirão, no entanto, não serve de consolo para o São Paulo, que havia deixado claro que gostaria de conquistar a Copa Sul-americana, mantendo sua mentalidade de expandir sua marca pelo mundo afora. Já o Millonarios comemora a classificação às semifinais como se fosse a conquista de um título, uma vez que faz campanha medíocre no Campeonato Colombiano e, como uma fábula, acaba de eliminar o primeiro colocado do Brasil.  Millonarios-COL2Blandón    ; Salinas (Rojas), Martínez, Mosquera e Alex Díaz (Zapata); Quintero    , Robayo, González e Estrada; Ciciliano (Castillo) e Villagra Técnico: Mário Vanemerak São Paulo0Rogério Ceni;Alex Silva, Breno     e André Dias; Richarlyson, Fernando      (Jadílson),  Hernanes, Souza (Diego Tardelli) e Hugo (Francisco Alex); Dagoberto     e Aloísio Técnico: Muricy RamalhoGols: Ciciliano, aos 32 e aos 36 minutos do segundo tempoÁrbitro: Martim Vázquez (URU)Renda: não disponívelPúblico: não disponívelEstádio: El Campín, Bogotá (COL)Com apenas 16 jogadores disponíveis, o técnico Muricy Ramalho colocou Richarlyson para desempenhar o papel de ala, mas o São Paulo demonstrou um futebol apático, sem se arriscar ao ataque, enquanto o time colombiano limitava-se a chutar de longe, sem assustar o goleiro Rogério Ceni. Ciente de que seu time precisava ao menos da vitória simples, Muricy Ramalho partiu para o tudo ou nada a partir dos 23 minutos da segunda etapa, com a saída de Souza para a entrada de Diego Tardelli.  A substituição aparentemente melhorou a equipe, mas foi o Millonarios quem realmente aproveitou, já que ficou livre para contra-atacar, abrindo o placar aos 32 minutos, num belo chute de primeira do atacante Ciciliano. Assim como um pugilista recém nocauteado, o São Paulo tentou dar o troco e quase empatou aos 35, mas, no lance seguinte, Ciciliano desceu sozinho ao ataque para marcar o segundo gol, aos 36 minutos, decretando o fim da campanha do time tricolor na Copa Sul-americana. Agora, o São Paulo volta seu pensamento para o Campeonato Brasileiro, já que encara o Sport no domingo, às 16 horas, em Recife.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa Sul-americanaSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.