São Paulo perde e se complica na Copa Libertadores

Time do Morumbi faz um de seus piores jogos na temporada e leva 1 a 0 do Audax Italiano em Santiago

André Rigue, estadao.com.br

11 de abril de 2008 | 00h21

O São Paulo realizou uma de suas piores partidas na temporada e perdeu do Audax Italiano na noite desta quinta-feira por 1 a 0, no Estádio Nacional, em Santiago (CHI). O resultado complica a vida do time são-paulino, que precisava do empate para se classificar às oitavas-de-final da Copa Libertadores.  Veja também:  Classificação Resultados e calendário Adriano: 'Não podemos perder a cabeça' Agora, o São Paulo precisará vencer na última rodada o Atlético Nacional, da Colômbia, em jogo que acontecerá no Estádio do Morumbi, no dia 23 deste mês. Os colombianos derrotaram nesta quinta o Sportivo Luqueño-PAR por 3 a 1 e assumiram a liderança do grupo, com oito pontos - eles superam o São Paulo no saldo de gols. No jogo desta quinta, o São Paulo mostrou pouca criatividade e raramente levou perigo ao gol de Villasanti. A sorte da equipe foi que o Audax também demonstrou um futebol de nível duvidoso. O time chileno, com sete pontos, só depende de suas forças para avançar - pega o Luqueño na última rodada. O resultado também encerrou uma série de seis jogos sem derrota do São Paulo. A última havia sido contra o Palmeiras, no clássico em Ribeirão Preto - 4 a 1. Neste domingo, o tricolor enfrenta o alviverde nas semifinais do Paulistão. Uma nova derrota pode instalar uma crise no Morumbi. TIME APÁTICOO técnico Muricy Ramalho novamente modificou a escalação. Ele deixou Júnior no banco e escalou Joílson no meio-campo. Richarlyson foi deslocado para a lateral e ganhou a função de mandar bolas na área para Adriano e Borges. Jorge Wagner, por sua vez, ficou encarregado de chutar de longe. Só que a pontaria dos jogadores não estavam em dia. Richarlyson, aliás, fez uma de duas piores partidas. Logo aos 18 minutos, ele perdeu uma bola incrível para Rieloff. O jogador do Audax cruzou para Orellana, que só não marcou por causa de Rogério Ceni, que salvou com os pés. O melhor lance do São Paulo em todo o jogo aconteceu aos 28 minutos do primeiro tempo. Em contra-ataque, Joílson deu lindo passe para Eder Luis. O jogador, porém, não conseguiu passar pelo goleiro Villasanti. Por esse lance e outros, Eder Luis foi substituído por Muricy no segundo tempo. Na etapa final, aliás, o São Paulo novamente insistiu nas bolas aéreas e nos chutes de longa distância. Hernanes a Audax1Villasanti; Rieloff, Rocco, Garrido e Gutiérrez; Leal, Reynero, Romero (Corvetto) e Medel (Ramos); Orellana e Toledo (Santis)Técnico: Raúl ToroSão Paulo 0Rogério Ceni; Eder     (Hugo), André Dias    , Miranda e Richarlyson; Hernanes, Joilson, Jorge Wagner e Eder Luis (Júnior); Borges (Dagoberto) e AdrianoTécnico: Muricy Ramalho Gols: Ramos, aos 32 minutos do segundo tempoÁrbitro: Héctor Baldassi (Argentina)Estádio: Nacional, em Santiago (Chile)té que levou perigo aos 18 minutos, mas nada suficiente para abalar a tranqüilidade de Villasanti. A bola literalmente foi maltratada na noite desta quinta-feira pelos são-paulinos. E de tanto errar o gol, o São Paulo acabou castigado aos 32 minutos da etapa final. Corvetto fez o que quis pelo lado esquerdo, invadiu a área e tocou rasteiro. Richarlyson, lento, não conseguiu chegar e Ramos tocou para o gol, para a festa dos poucos torcedores chilenos no estádio. AGORA É O PALMEIRASA derrota na Libertadores deixa o clima no clube no Morumbi ainda mais tenso. Nesta quinta-feira, o superintendente de futebol, Marco Aurélio Cunha, revelou que precisou fazer um curativo em Carlos Alberto após a briga com Fábio Santos. Os dois discutiram porque Muricy antecipou a concentração devido a um atraso de Carlos Alberto. O afastamento dos brigões (os demais atletas não concordaram com a punição e pediram para a diretoria rever sua decisão) parece ter interferido no rendimento em campo. Agora, resta saber como a equipe se comportará no clássico contra o Palmeiras. Uma derrota pode trazer uma nova crise na equipe.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.