São Paulo perde Hiroshi por 6 meses

O São Paulo perdeu Sandro Hiroshi para os próximos seis meses. O atacante foi operado hoje devido a uma entorse no joelho direito. "Fizemos um trabalho de reconstituição de seus ligamentos cruzados", disse o médico Luiz Augusto Gaspar, que participou da cirurgia juntamente com o médico Moisés Cohen. Hiroshi se machucou em um treino. O afastamento completa um período de muito azar na carreira do jovem de 21 anos. No ano passado, foi suspenso por seis meses por ter sido descoberto que sua documentação era irregular - com um ano de idade a menos. Começou 2001 como titular, mas foi perdendo espaço para Ilan, Renatinho e acabou até fora do banco de reservas, a partir da chegada de Fabiano Souza e Luís Fabiano. O atacante negou-se a ser trocado com Fabiano Souza, que estava no Inter de Porto Alegre e agora somente voltará a jogar no meio do próximo semestre. Se Hiroshi, que já estava afastado do time principal, não pode ser considerado um desfalque, o mesmo não se pode falar de Jean, Maldonado, Fabiano e Carlos Miguel, que, com dois cartões amarelos, ficarão fora do clássico contra o Palmeiras, domingo, em São José do Rio Preto. Com tantos desfalques na zaga - Reginaldo ainda está contundido -, Vadão terá muitas dificuldades para manter o seu esquema 3-5-2. Além de Wilson e Rogério Pinheiro, apenas o júnior Júlio Santos, de 18 anos, é zagueiro de origem. Júlio é considerado uma das grandes revelações do São Paulo, mas Vadão ainda não considera um bom momento lançá-lo agora no time de cima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.