São Paulo perde invencibilidade com derrota para o Chivas

Era tudo o que o São Paulo não esperava. Na 100.ª partida do time pela Copa Libertadores, o atual campeão continental perdeu sua invencibilidade diante do Chivas, por 2 a 1, neste início de madrugada de quinta-feira, no México. Para piorar, o time brasileiro deixou de ser líder do Grupo 1. Agora, os mexicanos estão na ponta, com 7 pontos. O São Paulo é o segundo, com 6.Conforme esperado, o técnico Muricy Ramalho começou com Aloísio - que pouco ajudou. Na primeira metade da etapa, o Chivas teve mais posse de bola, embora o São Paulo não tenha adotado uma atitude defensiva. Ambos faziam bom combate no meio-campo e os mexicanos, mesmo tendo chegado mais vezes ao gol adversário, não tinham representado perigo para Rogério Ceni. Foi a melhor jogada de ataque do São Paulo responsável pela abertura do placar. Aos 24 minutos, Thiago cruzou para Danilo, que teve tranqüilidade para tirar o defensor da jogada e finalizar: 1 a 0.O Chivas sentiu o gol tricolor, deixando os brasileiros mais à vontade em campo. O zagueiro Lugano, no entanto, entregou o empate de bandeja: aos 38 minutos, cabeceou contra a meta tricolor, Rogério fez excelente defesa, mas, no rebote, Bautista apenas completou. Nos minutos finais do primeiro tempo, o São Paulo ainda teve duas chances de marcar o segundo gol, com Thiago.No segundo tempo, o São Paulo pagou pelo preço de ter perdido duas boas chances. O jogo manteve-se equilibrado, mas aos 23 minutos, um erro de posicionamento da zaga tricolor permitiu que o baixinho Bravo, de cabeça, virasse o placar. Daí em diante, o São Paulo se perdeu. Em desvantagem e precisando ao menos do empate, a última cartada de Muricy Ramalho foi substituir Fabão por Leandro, aos 35. Tarde demais para reverter a derrota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.