Lucas Merçon/ Fluminense FC
Lucas Merçon/ Fluminense FC

São Paulo perde para o Fluminense e fica perto da zona de rebaixamento no Brasileirão

Equipe de Hernán Crespo tem apenas um ponto a mais que o América-MG, primeira equipe do Z-4

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2021 | 22h32

O São Paulo visitou o Fluminense no Maracanã e não conseguiu brecar a boa fase do rival, que venceu por 2 a 1 e chegou à sétima posição no Campeonato Brasileiro. Já o time paulista estacionou nos 22 pontos, a apenas um da zona de rebaixamento.

Com as duas equipes próximas na tabela de classificação esperava-se um jogo bem disputado. Mas essa briga pela vitória não se transformou em poder ofensivo e sim em um duelo truncado, com muita marcação e faltas.

No meio de campo, o São Paulo sentia a ausência de Benitez e até do atacante Rigoni, que costuma fazer gols ou dar bons passes para seus companheiros. Ambos foram poupados pelo técnico Crespo. E sem um grande poder de criação, era presa fácil para a boa marcação do Fluminense.

Essa competição no meio fez com que o primeiro tempo tivesse poucas chances. Luciano chegou a fazer dois gols, mas ambos foram anulados, um por causa de impedimento e outro porque a bola saiu antes do cruzamento de Reinaldo. Já o time da casa teve duas chances na bola parada de Danilo Barcelos.

Na etapa final o jogo mudou logo aos 4 minutos, quando na cobrança de escanteio, a bola sobrou para Nino, livre, abrir o marcador. Dez minutos depois veio o empate após Nino fazer pênalti em Luciano. Os são-paulinos pediram a expulsão do zagueiro, mas o juiz Jefferson Ferreira de Moraes ignorou os apelos. Reinaldo cobrou com perfeição e empatou o duelo.

Fred vinha tendo uma disputa particular com Miranda e o zagueiro da seleção brasileira vinha levando a melhor. Mas aos 20 o centroavante recebeu no meio de campo, protegeu a bola de Miranda e lançou Luiz Henrique, que ganhou na corrida e chutou forte, fazendo o segundo gol do Fluminense.

A partir daí a defesa do São Paulo não se encontrou e Crespo até tentou reagir colocando Rigoni (antes já havia optado por Benítez também). Em uma cobrança de falta, o atacante quase empatou, mas Marcos Felipe espalmou. Na sequência, o argentino mandou um chute para fora, colocando fogo na partida. No final, Vitor Bueno teve ótima chance para empatar, mas parou em Marcos Felipe, que garantiu os três pontos para o Fluminense.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 2 x 1 SÃO PAULO

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; André, Yago Felipe e Nonato (Wellington); Luiz Henrique (Samuel Xavier), Fred (Bobadilla) e Caio Paulista (David Braz). Técnico: Marcão.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Bruno Alves, Miranda e Léo; Galeano (Rigoni), Luan (Benítez), Gabriel Sara (Rodrigo Nestor), Igor Gomes (Gabriel Neves) e Reinaldo; Luciano e Pablo (Vitor Bueno). Técnico: Crespo.

GOLS: Nino, aos 4, Reinaldo, aos 14, Luiz Henrique, aos 20 minutos do 2º tempo.

JUIZ: Jefferson Ferreira de Moraes (GO).

CARTÕES AMARELOS: Nino, Fred, Luccas Claro, André, Bobadilla, Miranda, Rigoni, Gabriel Neves e Igor Gomes.

LOCAL: Maracanã, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.