São Paulo perde pênalti e fica no empate com Flamengo

Jadson desperdiça cobrança e São Paulo continua com série sem vitórias no Brasileirão

FLAVIO LEONEL, Agência Estado

18 de agosto de 2013 | 18h25

BRASÍLIA - O

Após o lance de Nixon, o Flamengo passou a dominar o jogo e a criar mais chances de ataque. Aos 24 minutos, foi a vez de Hernane também cabecear com perigo, para nova defesa de Rogério Ceni. Aos 31, o São Paulo, em um lance de falta, chegou a marcar um gol, mais ele foi anulado corretamente pela arbitragem. Tudo porque o atacante Aloísio tocou a bola com a mão para o fundo das redes.

A despeito da anulação do gol, o lance serviu para equilibrar novamente a partida, com o São Paulo deixando de ficar sofrendo ataques consecutivos do Flamengo. O rival carioca, por sua vez, abriu espaços para seguidos avanços de Aloísio, que, no entanto, não conseguiu criar chances mais agudas de gol.

Aos 44 minutos, Nixon até tentou uma jogada individual e quase abriu o placar para o Flamengo pela esquerda. O atacante foi, entretanto, novamente parado por Rogério Ceni, que foi uma das melhores figuras em campo na primeira etapa sem gols.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem modificações. O São Paulo retornou inicialmente com uma postura mais agressiva, mas ainda sem chances mais claras de gol. Ainda insatisfeitos com a produção das duas equipes os técnicos Mano Menezes, do Flamengo, e Paulo Autuori promoveram substituições bem no começo da segunda etapa. Aos 8 minutos, o flamenguista tirou Nixon para a entrada do atacante Paulinho. Aos 11, o são-paulino colocou o jovem Lucas Evangelista no lugar do atacante Oswaldo.

Um lance de ataque de grande perigo só foi acontecer aos 22 minutos, após uma jogada do Flamengo. Depois de um cruzamento rasteiro de Paulinho, o meia André Santos chutou forte e a bola passou por cima do travessão, para alívio dos são-paulinos.

Pouco depois, mais duas substituições nas equipes foram importantes para esquentar o jogo. Pelo lado do Flamengo, em substituição ousada de Mano Menezes, o centroavante Marcelo Moreno entrou no lugar do lateral-esquerdo João Paulo. Pelo lado do São Paulo, Aloísio saiu para a entrada do atacante Ademilson.

Em duas oportunidades seguidas, a equipe paulista ficou muito perto de abrir o marcador. Aos 24 minutos, Ademilson recebeu a bola rasteira cara a cara com Felipe, mas chutou em cima do goleiro flamenguista. Aos 27, o volante Wellington deu um drible desconcertante, enfiando a bola entre as pernas de Luiz Antônio, e chutou forte para nova intervenção de Felipe.

O São Paulo agredia mais o Flamengo, mas esbarrava no nervosismo das equipes tradicionalmente ameaçadas pelo rebaixamento. Aos 34 minutos, Ademilson recebeu passe de Jadson, fez linda jogada, mas chutou bisonhamente para o alto, mesmo estando com o gol livre.

Aos 41 minutos, o árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro viu um empurrão na área em cima do atacante Ademilson e marcou pênalti. Na cobrança, o meia Jadson chutou em cima de Felipe, desperdiçando a maior chance do São Paulo para sair do jejum de vitórias na competição.

O jogo seguiu movimentado até os acréscimos, mas ambas as equipes foram incapazes de abrir o marcador. Com isso, perderam grande oportunidade de avançar na tabela de classificação.

O São Paulo volta a campo pelo Brasileirão no próximo domingo, no estádio do Morumbi, contra o Fluminense. O Flamengo, por sua vez, voltará a atuar na competição no sábado, quando receberá o Grêmio novamente no estádio Mané Garrincha. Antes, porém, a equipe carioca enfrentará o Cruzeiro, nesta quarta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 x 0 SÃO PAULO

FLAMENGO - Felipe, Luiz Antônio, Chicão, González e João Paulo (Marcelo Moreno); Cáceres, Elias, Gabriel e André Santos; Nixon (Paulinho) e Hernane (Adryan). Técnico: Mano Menezes.

SÃO PAULO - Rogério Ceni, Douglas, Rodrigo Caio, Rafael Toloi e Reinaldo; Wellington, Fabrício (Maicon), Jadson e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo (Lucas Evangelista) e Aloísio (Ademilson). Técnico: Paulo Autuori.

CARTÕES AMARELOS - Nixon e Luiz Antônio (Flamengo); Jadson, Aloísio e Douglas (São Paulo).

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG).

RENDA - R$ 2.713.965,00.

PÚBLICO - 44.164 pagantes.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.