Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

São Paulo planeja adeus de Ceni com venda de produtos e amistosos

Clube quer jogo com o Liverpool e ações durante o semestre

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2015 | 16h31

O próximo semestre deve ser o último da carreira de Rogério Ceni e o São Paulo pretende organizar uma série de ações para marcar a despedida do goleiro dos gramados. A diretoria planeja lançar produtos e a cada jogo do time no Morumbi organizar uma festa, que terá como desfecho uma partida de adeus em dezembro. O sonho é ter como adversário algum clube europeu para essa data.

Aos 42 anos, Rogério Ceni tem contrato até o dia 10 de dezembro e tem discutido ações com o departamento de marketing do clube para marcar a aposentadoria. Uma ideia do clube é realizar no fim do ano um amistoso com jogadores do Liverpool de 2005, equipe derrotada pelo São Paulo na final do Mundial daquele ano, com grande atuação do goleiro, escolhido pela Fifa o melhor em campo na decisão.

"Não descartamos a ideia de trazer o Liverpool, mas outros clubes europeus também se ofereceram. Teve o Tenerife (adversário na partida de estreia de Ceni, em 1993) e ainda o Milan", explicou o vice-presidente de comunicações e marketing do São Paulo, Douglas Schwartzmann. O custo e o calendário dos times estrangeiros são os principais obstáculos dessa ideia.

Até dezembro, o São Paulo vai fazer ações pontuais a cada partida da equipe no Morumbi. Nesta sexta-feira, a diretoria fechou um planejamento e na próxima semana deve conversar com o goleiro para definir a agenda. "A despedida dele vai ser, se possível, em todos os jogos aqui no Morumbi, com uma série de ações. Algumas ações têm custo e vão precisar de parceiros também", explicou o dirigente.

O clube pretende realizar antes da despedida oficial do goleiro amistosos internacionas contra o Tampa Bay Rowdies, equipe americana com quem fechou parceria nesta semana, e também contra algum time do Panamá. Esse contato é intermediada pela Copa Airlines, patrocinadora do time e sediada no país da América Central.

Nos próximos meses o plano é lançar produtos oficiais, como uma linha de relógios e pinturas à óleo referentes a grandes momentos da carreira de Ceni, como a defesa na cobrança de falta de Gerrard, do Liverpool, na final do Mundial de Clubes de 2005.

Nesta sexta-feira o goleiro participou de uma partida com torcedores no Morumbi. Cada um dos 44 presentes pagou R$ 4,8 mil para atuar com Ceni, que jogou na linha e se revezou entre os times. A ideia agradou ao capitão do São Paulo, que prometeu mais ações com torcedores nos próximos meses. "Temos detalhes ainda para acertar. Esperamos que possamos fazer coisas diferentes e bacanas. Espero que todos possam ter um acesso maior e ficarem mais próximos", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.