Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

São Paulo planeja ter uma 'muralha' na frente de Ceni em 2015

Clube paulista anunciou quatro reforços para o grupo, três deles para a defesa: os laterais Bruno, Carlinhos, além do zagueiro Breno

Estadão Conteúdo

21 de dezembro de 2014 | 08h32

O São Paulo espera ter uma verdadeira muralha à frente de Rogério Ceni em 2015. Depois de "irritar" bastante o goleiro nesta temporada por facilmente ser vazada, a defesa passa por enorme reformulação por recomendação do capitão. A prova de que o setor é o mais preocupante está nas contratações.

O clube anunciou quatro reforços para 2015, três deles para a defesa: os laterais Bruno (para a direita) e Carlinhos (para a esquerda), além do zagueiro Breno, revelado no próprio clube. Fechado com o trio, o clube ainda contará com o retorno de Rodrigo Caio, em recuperação de cirurgia no joelho esquerdo, aos campos já no início da temporada.

De todos, apenas Breno deve demorar um pouco mais para entrar em campo. Sem jogar há muito tempo, passará por um trabalho específico.

O São Paulo caiu no "grupo da morte" na Libertadores, ao lado do campeão San Lorenzo, do Danúbio, do Uruguai, além do vencedor do jogo entre Corinthians e um representante colombiano. E, para avançar, valerá muito o poder defensivo.

Disputar a competição preferida de seus torcedores foi o motivo para o adiamento da aposentadoria de Rogério. Um conversa rápida com Muricy Ramalho e a direção fez o goleiro mudar seus planos. Tudo sob a promessa de bons reforços.

Muricy Ramalho passa férias na praia, mas ainda não está satisfeito com as contratações e cobra a contratação de mais três nomes de impacto. Um deles seria de um volante experiente para jogar na frente da defesa. O clube espera anunciar o nome antes do Natal.

Rogério Ceni ficou extremamente decepcionado com o setor defensivo do São Paulo em 2014. O time levou, apenas no Brasileirão, 40 gols. Muitos deles em jogadas aéreas que tiraram o capitão são-paulino do sério.

Muricy tentou de tudo. Só na lateral direita, utilizou Douglas, Luis Ricardo, Auro, além de improvisar Paulo Miranda e Hudson no setor. Na esquerda, Álvaro Pereira (está deixando o clube), Michel Bastos e Reinaldo foram os escalados. Rodrigo Caio, Edson Silva, Antonio Carlos, Paulo Miranda, Toloi e Lucão se revezaram na zaga.

Muitos não permanecerão. Muricy pediu qualidade em vez de quantidade. Álvaro Pereira negocia com o Palmeiras e Luis Ricardo e Reinaldo estão no mercado. Paulo Miranda e Edson Silva também podem sair caso recebam boa proposta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCRogério Ceni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.