Divulgação
Divulgação

São Paulo prepara logística para suportar desgaste como visitante

Equipe freta avião e investe na recuperação dos jogadores para a sequência de três jogos fora de casa, incluindo um no Equador

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2014 | 07h00

O São Paulo começa a decidir nesta quinta-feira a vaga na semifinal da Copa Sul-Americana diante do Emelec já preocupado com a logística necessária para o jogo de volta, semana que vem, no Equador. O clube preparou um minucioso plano para ter o elenco descansado para o confronto, que integra uma série de quatro partidas em 13 dias.

O jogo em Guayaquil será o segundo de uma série de três compromissos como visitante. Para amenizar o desgaste e acelerar os preparativos, a comissão técnica vai fretar um voo para voltar de Criciúma, onde o time joga no domingo, pelo Brasileiro.

“Optamos por isso para os atletas serem liberados e descansarem para viajar na segunda para o Equador”, disse o preparador físico José Mário Campeiz, que ressaltou a necessidade de os jogadores terem momentos com a família para aliviar o estresse nesta reta final de temporada.


A viagem até Guayaquil inclui um voo com conexão em Lima, no Peru, e a necessidade de o time focar mais na recuperação do desgaste do que em treinos físicos. “A primeira hora após o jogo é a mais importante para começar a recuperar, com dieta de carboidratos e ingestão de líquidos”, afirmou Campeiz.

Com pouco tempo disponível, os jogadores terão ainda de fazer treinos na piscina e na academia do hotel onde vão ficar no Equador. Atividades como hidroginástica e crioterapia (tratamento com gelo) ajudam a amenizar o desgaste, além do monitoramento das condições físicas, importante para evitar lesões.

A epopeia de partidas fora de casa termina só no outro domingo, em Salvador, contra o Vitória. "Já estamos acostumados a essa rotina de viagens. Quando tem uma sequência de jogos como essa, o melhor a fazer mesmo é descansar de qualquer jeito, porque será bem desgastante", disse o meia Michel Bastos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.