São Paulo procura mais dois reforços

Quando se imagina qual será a dupla de área do São Paulo para 2004, a dúvida é se na zaga Jean ou Lugano será o parceiro de Fabão, que chega com status de ?homem de confiança? do técnico Cuca.Rodrigo, o zagueiro que o São Paulo trouxe da Ponte Preta, avisa que está firme na briga por uma posição. ?Eu não estou indo pensando apenas em ser reserva, não. Se chegasse ao Morumbi com esse pensamento, eu fracassaria no São Paulo?, diz o jogador, por telefone.Com 1m82 e 78 quilos, Rodrigo sempre foi citado como um zagueiro de futuro, mas falhou muito na derrota da Ponte para o Santos, por 4 a 3. ?Aconteceu de tudo aquele dia. Fiz um gol, depois o Diego cavou um pênalti que o juiz deu e errei em uma saída de bola, e o Diego acabou fazendo mais um. Não acho que esse jogo pode me marcar, tanto que o São Paulo foi me buscar. Eu vou chegar quietinho, treinar bastante e, se tiver uma chance, quero aproveitar e ser titular do time. Tenho condições para isso.?O técnico Cuca pensa em mais reforços para o São Paulo, além dos seis - Cicinho, Fabão, Rodrigo, Vélber, Danilo e Grafite, que já foram contratados. Com a saída de Carlos Alberto, ele quer um bom volante, que permita as avançadas de Fábio Simplício. Tinga e Josué são os nomes mais comentados, mas os jogadores ainda têm vínculo com Grêmio e Goiás, respectivamente. O contrato de Josué tem ainda um ano e Tinga, cujo vínculo terminou, busca uma liminar na Justiça para poder transferir-se para outro clube. O Grêmio pretende lutar na Justiça para impedir a contratação de Grafite. A diretoria considera que o jogador abandonou o clube para vincular-se ao Goiás. Tinga esteve nesta sexta em São Paulo. Ele vinha do Rio de Janeiro e fez uma conexão antes de voltar a Porto Alegre. Almoçou com Tadeu Oliveira, seu procurador. ?Espero resolver logo minha situação com o Grêmio, e ver em que time vou jogar, mas no momento não tenho nada certo com algum clube de São Paulo?, afirmou o jogador.Cuca acha necessário também a contratação de um novo atacante, pois Kléber transferiu-se para a Ucrânia e Rico deve ir para o Guarani ou Náutico. Assim, o São Paulo ficaria apenas com Luís Fabiano, Grafite e Diego Tardelli. Muito pouco para um semestre que inclui a disputa da Libertadores da América.Caio, que foi treinado por Cuca no Paraná Clube, é um jogador que o treinador gostaria de comandar novamente. Os direitos federativos pertencem ao empresário Oliveira Jr., que comanda o Ituano. Oliveira Jr. pretende montar uma parceria com o Paraná Clube, o que deixaria Caio impossibilitado de acertar com o São Paulo. Marquinhos é outro jogador do Paraná que desperta o interesse do novo técnico do São Paulo. Ele viaja dia 3 de janeiro para a Alemanha, onde fará testes no Bayern Leverkusen. Se não for aprovado, pode vir para o São Paulo.A diretoria do São Paulo tenta definir até terça-feira um acordo com o Paulista de Jundiaí. A idéia é ceder jogadores que não serão utilizados no Campeonato Paulista, para que ganhem experiência e se submetam a uma avaliação mais rigorosa. O São Paulo continuaria pagando os salários.O técnico do Paulista é Zetti, ex-goleiro do São Paulo, por quem os dirigentes têm muito respeito. Zetti foi técnico dos juniores do São Paulo e treinou o goleiro Márcio, o lateral Thiago, o zagueiro Júlio Santos, o volante Gallo, os meias Marco Antônio e Aílton e o atacante Márcio Luiz, que devem ir para o Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.