Rubens Chiri/SPFC
Rubens Chiri/SPFC

São Paulo procura um 'titular absoluto' para o gol

Renan Ribeiro discute renovação de contrato; Denis foi liberado para buscar outro clube; Sidão não se firmou

Gonçalo Junior e Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2017 | 07h00

O São Paulo está procurando mais opções para a posição de goleiro, mas quer um jogador que seja "titular absoluto", sem margem para contestações. Um dos nomes sugeridos foi o Diego Alves, que foi para o Flamengo. 

O titular Renan Ribeiro continua negociando a renovação de seu contrato, que termina em maio do ano que vem, mas deve voltar a ser reserva. O goleiro tem a confiança do técnico Dorival Junior na temporada, mas alguns conselheiros reclamam das falhas nos últimos jogos. Para o estafe do jogador de 27 anos, a demora para a renovação é normal. O jogador aprovou o tempo de contrato oferecido (cinco temporadas), mas as conversas agora esbarram na questão salarial.

Jogador que está no elenco profissional há mais tempo no São Paulo, Denis foi liberado para procurar outros clubes. Revelado pela Ponte Preta e contratado pelo São Paulo em 2009, Denis passou boa parte das últimas temporadas como o substituto de Rogério Ceni. Em 2016, quando teve a oportunidade de virar o titular após a aposentadoria do ídolo, ele não conseguiu se firmar e virou alvo de críticas.

Denis jogou em nove partidas nesta temporada e não se manteve no time, sendo ainda questionado por sua atuação na derrota por 3 a 0 no clássico com o Palmeiras, no Campeonato Paulista. O salário do goleiro é considerado alto para um atleta que não é utilizado com frequência.

Na visão da diretoria, Sidão, hoje terceira opção, não deu certo. Embora tenha tido bons e maus momentos, o goleiro indicado pelo ex-treinador Rogério Ceni "não transmite tranquilidade".

A qualidade com a bola nos pés e boas atuações por Osasco Audax em Botafogo no último ano não garantiram uma boa sequência de jogos. Ele começou, mas também foi atrapalhado pelas contusões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.