Filipe Araújo/AE
Filipe Araújo/AE

São Paulo promete atacar com juízo contra o Coritiba

Primeiro jogo valendo vaga na final da Copa do Brasil será nesta quinta-feira, no Morumbi

Fernando Faro, Agência Estado

14 de junho de 2012 | 08h03

SÃO PAULO - Quatro jogos separam o São Paulo do sonho de voltar à Copa Libertadores depois de dois anos de ausência, mas antes de começar a sonhar com a competição continental, o clube tricolor primeiro precisa triunfar na Copa do Brasil. Quando entrar em campo para enfrentar o Coritiba, nesta quinta-feira, 14, às 21 horas (de Brasília, com transmissão da rádio Estadão ESPN), no Morumbi, a equipe precisará lutar contra o estigma de nunca haver conquistado o título do segundo torneio mais importante do País e também fazer prevalecer os altos investimentos da diretoria sobre o elenco menos badalado (e mais entrosado) do adversário.

Considerar o São Paulo favorito exclusivamente por causa da sua projeção nacional é cair em uma armadilha. Apesar de não gozar da mesma exposição, o Coritiba tem números que o credenciam a disputar a vaga de igual para igual: são três semifinais na Copa do Brasil nos últimos quatro anos, um técnico que está com o grupo desde 2010 e uma equipe entrosada que levou apenas três gols nos oito jogos de sua caminhada até aqui. "É importante nossos atletas terem confiança e acharem nosso time melhor, mas isso precisa ser demonstrado em campo. Eles terão meu total apoio e confiança para fazê-lo, mas dizer que é melhor antes de entrar em campo, não", alertou o técnico Emerson Leão.

Vencer é a prioridade absoluta, ainda mais se for sem sofrer gols. Por isso a postura será agressiva. Mas Leão abrirá mão da formação com três atacantes para reforçar o meio de campo com Casemiro, que terá liberdade para articular as jogadas ao lado de Jadson e Cícero.

O treinador não quer dar espaços para o Coritiba contra-atacar e os jogadores sabem que será preciso ter paciência para construir o resultado. Até aqui, a receita tem dado certo e o São Paulo venceu os três jogos no Morumbi. "Sabemos que será um jogo difícil e precisamos ter a consciência de que terá 180 minutos. Não podemos sair afoitos para o ataque e correr riscos, mas precisamos buscar um bom resultado com o apoio da nossa torcida para ir a Curitiba mais tranquilos", disse o lateral-esquerdo Cortez.

Empolgados pelo clima de decisão e a perspectiva de casa cheia, os jogadores terão uma oportunidade de ouro para voltar a mostrar o bom futebol que anda em falta há algumas rodadas. A última exibição em casa que arrancou aplausos dos torcedores foi no dia 16 de maio contra o Goiás. De lá para cá, foram duas vitórias magras por 1 a 0 sobre Bahia e Santos, em partidas fracas, e patinadas fora de casa contra Botafogo e Internacional - todos jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro. A boa notícia é que desta vez o elenco estará, salvo os que se recuperam de cirurgia (Rogério Ceni, Cañete e Wellington), com força máxima.

Foram três semanas de espera, mas chegou a tão aguardada hora. A receita para o sucesso na Copa do Brasil pede que uma etapa seja pensada de cada vez. Por isso nada melhor do que começar a arrancada final em busca do sonhado título com um passo firme dado dentro do Morumbi. Lugar melhor e mais seguro para os são-paulinos certamente não há.

SÃO PAULO - Denis; Douglas, Rhodolfo, Paulo Miranda e Cortez; Denílson, Casemiro, Cícero e Jadson; Lucas e Luis Fabiano. Técnico: Leão.

CORITIBA - Vanderlei; Ayrton, Demerson, Emerson e Lucas Mendes; Willian, Tcheco, Sergio Manoel e Everton Ribeiro; Roberto e Everton Costa. Técnico: Marcelo Oliveira.

Árbitro - Ricardo Marques Ribeiro; Horário - 21 horas (de Brasília); TV - ESPN Brasil e SporTV; Rádio - Estadão ESPN (AM 700/ FM 92,9); Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.