São Paulo promete manter retrospecto positivo no Palestra

Sem perder no estádio palmeirense há quatro jogos, Dagoberto provoca e diz 'ser gostoso jogar lá'

Marcius Azevedo, Jornal da Tarde

17 de abril de 2008 | 18h46

Antes do clássico entre São Paulo e Palmeiras, na Libertadores de 2005, o atacante Grafite afirmou que jogar no Palestra Itália era como entrar na casa do vizinho, "onde você pode mexer na geladeira e até ir no banheiro de porta aberta". Veja também: Carlos Alberto se defende de mau comportamento 'Mancha Alviverde' sorteia Wilson Luiz Seneme para o clássico Vote: o gol de mão de Adriano foi intencional?   Vote: quem disputará a final do Paulistão?  Serviço: para quem vai ao clássico no Palestra  Os atuais são-paulinos não foram tão ousados nas declarações como fez o jogador hoje no Wolfsburg, da Alemanha, mas deixaram claro que não vêem vantagem para o rival por atuar em seu estádio no segundo jogo da semifinal do Paulista. "Já fomos no Palestra e vencemos. Eu acho até gostoso jogar lá", disse Dagoberto. O atacante participou da vitória por 1 a 0 no ano passado, pelo Brasileiro. Aliás, o retrospecto recente do São Paulo no estádio palmeirense é outro fator positivo para o confronto de domingo. Nos últimos quatro jogos realizados no Palestra Itália, foram três vitórias tricolores e um empate. Duas delas em partidas válidas por mata-mata: 3 a 2 pelas quartas-de-final da Copa do Brasil de 2000 e 1 a 0 (gol de Cicinho) pelas oitavas da Libertadores de 2005.Em 2006, também na competição sul-americana, houve empate por 1 a 1. "Não vejo vantagem para o Palmeiras. Pelo que sei, o nosso retrospecto lá é muito bom", afirmou o zagueiro André Dias. O camisa 3 ainda disse que depois da reforma no estádio ficou ainda melhor. "O tamanho do gramado agora está maior do que o do Morumbi, tem mais espaço para jogar, fica mais fácil." Os jogadores só se preocupam com o estado do gramado. "Não sei se está tão bom quanto no ano passado, parece que aconteceram alguns shows lá (Rod Stewart e Ozzy Osbourne)", disse Hernanes. "Vamos torcer para não chover."

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasSão Paulo FCPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.