São Paulo quer 4 reforços para 2003

Dois laterais, um zagueiro e um volante, esta é a prioridade de reforços do São Paulo para o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil de 2003. Em reunião entre o presidente Marcelo Portugal Gouvêa, o diretor de Futebol Carlos Augusto de Barros e Silva e outros dirigentes ligados ao futebol, nesta quarta-feira, foram definidas as metas para o próximo ano. Com a saída de Rafael, já confirmada por Barros e Silva, Maicon do Cruzeiro é grande opção. ?Bom jogador, novo, que inclusive, quando jogamos contra eles, em Belo Horizonte, fez a jogada do primeiro gol?, afirmou Barros e Silva. Mancini, do Atlético-MG corre por fora. Apesar de nenhum contato entre dirigentes dos clubes ter acontecido, uma troca de jogadores, sem envolver valores, poderia ser a solução. ?Tenho um relacionamento estreito com o presidente do São Paulo e quem não queria contar com alguém daquele elenco??, indagou Alexandre Kalil, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-MG, concluindo que todos os atletas de seu clube são negociáveis. ?Uma troca poderia até ser, mas por enquanto não há nada?, concluiu Barros e Silva. Para a lateral-esquerda, Fabiano do Atlético-PR, continua sendo o nome forte. Seu futebol encanta aos dirigentes do Tricolor. Quanto à possível saída de Rogério Ceni, Barros e Silva foi enfático. ?Não é do interesse do São Paulo negociá-lo, mas depende do Rogério. Se ele se interessar em sair, respeitamos a sua decisão.? O Deportivo La Coruña, da Espanha, seria o clube europeu interessado em contratar o goleiro. ?Encararíamos como uma homenagem ao Rogério, aos 30 anos, depois de muitos serviços prestados ao São Paulo, conseguir sua tranferência para a Europa.? Mas Barros e Silva faz uma ressalva. ?Antes, os clubes precisam falar conosco. Existe interesse do Hannover pelo Jean, do La Coruña pelo Rogério, mas proposta, nada.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.