São Paulo quer ampliar contrato de Miranda

O técnico Ricardo Gomes aposta na volta do zagueiro Miranda para o São Paulo entrar mais forte no jogo contra o Avaí, neste sábado, no Morumbi. E ele não está sozinho na tarefa de manter o jogador bastante motivado para ajudar o time na briga para conquistar o título brasileiro.

MARCIUS AZEVEDO, Agencia Estado

12 de setembro de 2009 | 09h52

A diretoria do São Paulo já conversa com Miranda para renovar seu contrato - ele voltou agora da seleção brasileira. A ideia é dar o aumento salarial pedido por ele depois da frustrada negociação com o Wolfsburg, da Alemanha, e, ao mesmo tempo, subir o valor da multa rescisória.

"O Miranda tem uma cabeça muito boa, já está discutindo uma possível renovação, pode ficar até mais tempo no clube", revelou o técnico Ricardo Gomes. "Nossa intenção é renovar e o Miranda também quer ser valorizado", admitiu o superintendente de futebol do clube, Marco Aurélio Cunha.

O atual compromisso de Miranda acaba no dia 30 de junho de 2011. O São Paulo o ampliaria por mais um ano e, ao aumentar o salário do jogador, ganharia mais segurança para negociá-lo no futuro, pensando em uma valorização ainda maior depois da Copa - o zagueiro está na lista de Dunga.

"A multa é baixa para um jogador da qualidade do Miranda", afirmou Marco Aurélio Cunha, referindo-se aos US$ 20 milhões (R$ 36,3 milhões) previstos atualmente em contrato. "É bom elevar para dar um pouco mais de garantia para uma negociação. O fato é que ele vai acabar saindo antes disso, mas o São Paulo, elevando o salário, terá uma multa maior".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.