São Paulo quer contratar Basílio

O atacante Basílio, do Santos, que completa 33 anos em 14 de julho, pode ser o primeiro reforço do São Paulo para o segundo semestre, apesar de também estar tratando da renovação de seu contrato com o Santos. E de dar prioridade a sua permanência na Vila Belmiro.Basílio é o tipo de jogador que o São Paulo gosta de contratar: recebe salário médio, está com o contrato terminando e tem sido ótima opção de banco para o Santos.Ranielli, ex-jogador e empresário de Basílio, afirmou nesta quarta-feira que já houve um contato com a diretoria do São Paulo. "Eles quiseram me fazer uma oferta, mas preferi não ouvir porque ainda estamos negociando com o Santos, que tem preferência para ficar com o jogador."Segundo Ranielli, foi João Paulo de Jesus Lopes, diretor de planejamento do São Paulo, quem o procurou. Lopes confirma o contato, mas não lhe dá muita importância. "Foi algo informal, não tem nada de oficial nisso. Ele tem contrato com o Santos e nós não trabalhamos assim, procurando jogadores de outros times."O contrato de Basílio termina em 30 de junho e Ranielli quer apressar a renovação. "Eu quero que ele tenha tranqüilidade para começar e ficar até o final do Brasileiro em um mesmo time. Se não renovar agora e fizer mais de seis jogos até 30 de junho, ele terá de jogar na Série B. Queremos evitar que isso aconteça", diz Ranielli.Basílio ganha em torno de R$ 50 mil mensais e Ranielli pediu um aumento próximo de 20%, o que daria R$ 10 mil a mais. "É uma valorização pequena em relação a tudo o que ele fez pelo Santos". Um salário de R$ 60 mil é apropriado aos padrões do São Paulo, que faz questão de manter uma folha de pagamento sempre equilibrada.Ranielli, que também recebeu uma sondagem do Flamengo, diz que, caso não renove com o Santos, Basílio optaria pelo São Paulo. "A estrutura desse clube é sensacional para ajudar os jogadores. E, além disso, o Basílio gosta muito do Leão. Foi ele que lhe deu a oportunidade no ano passado."Basílio estava no Marília e sonhava em jogar novamente em um grande clube, após sua passagem obscura pelo Palmeiras, de Celso Roth, em 2001. "O Leão o acolheu e os resultados foram ótimos", diz Ranielli. Por isso, o Basílio gostaria de refazer a dupla", completa.O técnico do São Paulo citou Basílio, há pouco tempo, como um jogador muito útil e que completaria uma lacuna no elenco do São Paulo. "Ele é um jogador periférico pela direita. Não temos alguém assim. O Jean cumpre essa missão, mas pelo lado esquerdo."Marco Aurélio Cunha, superintendente de futebol, desconhece a negociação, mas considera-se um fã do jogador. "Gosto muito dele. Acho que é muito útil para qualquer elenco brasileiro. Tentei fazer com que ele viesse para o São Paulo, mas isso antes de ir para o Santos. Se for consultado, darei minha aprovação para que venha agora."A diretoria do São Paulo tem encontrado dificuldades para contratar os reforços pedidos por Leão. O técnico deseja um reserva para Cicinho, um zagueiro, um meia e um atacante que cabeceie bem.O meia com que ele sonha é Diego Souza, do Palmeiras. "Está com problemas lá? A torcida está vaiando muito? Manda para cá que eu resolvo. Comigo ele vai atuar bem, tenho certeza. Se quiser, eu nem escalo quando o jogo for contra o Palmeiras", brinca Leão.

Agencia Estado,

13 de abril de 2005 | 19h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.