Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

São Paulo quer definir nesta semana quem será o novo técnico

Colombiano e português estão entre os principais alvos do clube

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

25 de maio de 2015 | 16h55

O São Paulo não quer esperar até a próxima semana para definir quem será o novo técnico do time. Quase dois meses depois da saída de Muricy Ramalho, a diretoria trabalha com duas principais opções para assumir o comando e ambas vieram de outros países. O colombiano Juan Carlos Osorio aparece na frente, seguido pelo português José Peseiro.

Osorio comanda o Atlético Nacional, clube de Medellín que foi eliminado no último sábado nas quartas de final do Campeonato Colombiano. A queda diante do Deportivo Cali e a boa oferta do São Paulo o fazem deixar em suspense a continuidade na equipe. "Estamos à espera de qual será a decisão de Juan Carlos quanto às propostas do futebol internacional que ele tem sob à mesa", disse o gerente de gestão e desenvolvimento do Atlético Nacional, Víctor Marulanda, durante entrevista para uma rádio local.

Para os dirigentes do Tricolor, não se pode mais adiar a chegada de um novo técnico. Desde a saída de Muricy Ramalho por problemas de saúde, no dia 6 de abril, a diretoria tentou trazer o argentino Alejandro Sabella, enquanto o time tem sido comandado por Milton Cruz. Na gestão dele, a equipe ganhou sete e perdeu três.

O técnico colombiano já disse honrado por ter recebido uma proposta muito tentadora do São Paulo e prometeu pensar na possibilidade. Antes de se aproximar de Osorio, o São Paulo já havia combinado de se reunir com o português José Peseiro. O treinador está sem clube desde fevereiro, quando deixou o Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos.

Peseiro se destacou ao levar o Sporting à final da Copa da Uefa, em 2005, e pela conquista da Copa de Liga de Portugal em 2013, com o Braga. O técnico ainda levou o clube à fase de grupos da Liga dos Campeões e ainda teve na carreira uma passagem pela seleção da Arábia Saudita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.