São Paulo quer emprestar Diego Tardelli

A cartilha de Cuca fez a sua primeira e óbvia vítima. O Jornal da Tarde apurou que diretoria do São Paulo resolveu negociar Diego Tardelli. O atacante de 18 anos será emprestado para que ?aprenda a valorizar o clube?, segundo dirigentes. Há três interessados. O primeiro, e com maior chance de contratá-lo, é o Atlético Paranaense, que cederia o meia Adriano. Internacional e Grêmio são os outros.?Tenho medo de que a minha carreira não dê certo. Sinto que a imprensa quer me destruir. Já me jogaram contra os torcedores e os jogadores. Descobri cedo demais o lado ruim que acompanha a fama: é a inveja?, desabafou Tardelli. Ele só deu entrevista nesta quinta-feira por ordem de Cuca, já que, como havia feito na quarta-feira, estava saindo do Centro de Treinamento sem falar com a imprensa.O jogador sabotou como pôde a sua convivência no São Paulo. Os dirigentes estavam possessos pelo fato de ele não ter se apresentado com os demais jogadores para disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Chegou muito depois, preferiu ficar de férias em Santa Catarina. Depois veio a denúncia de que estaria devendo dez meses do aluguel de seu flat. E, finalmente, integrantes da torcida uniformizada Independente o flagraram num bar com o corintiano Abuda poucas horas depois da derrota para o rival na final da Copa São Paulo.Na quarta-feira, Tardelli havia mandado a assessoria do clube dizer que não havia saído de casa domingo. Só que ontem teve de falar a verdade. ?Eu havia apostado com o dono do bar (Splash, na Penha) que o São Paulo ganharia. Como perdi, fui pagar, dando a minha camisa para ele. Só que por coincidência encontrei o Abuda. Fiquei no máximo 15 minutos e fui embora com a minha namorada. Foi só isso.?Mas os dirigentes do São Paulo ficaram irritados com a notícia. E perceberam que se Tardelli continuasse seria pior para os time. A pressão que a Independente havia prometido fazer enquanto ele continuasse no clube também contou para os dirigentes resolvessem emprestá-lo. Ter os torcedores contra foi um dos motivos que fizeram a diretoria vender Kaká.?Eu não sou um nazista que quer os jogadores trancafiados, brigo pelo melhor ambiente possível na concentração. É o que quero no São Paulo?, diz Cuca. O treinador percebeu que os jogadores estavam contra Tardelli. Luís Fabiano já havia se desgastado com ele no Brasileiro de 2003. Quando soube que se um jogador fosse visto depois da meia-noite na rua todos os atletas teriam de se concentrar na sexta-feira, disse: ?É bom o Tardelli não prejudicar o grupo. Vou estar de olho nele.?O capitão Rogério Ceni também mandou um recado: ?Se por causa do Tardelli eu perder noites com minha família, ele vai sofrer.?Como o São Paulo tem Luís Fabiano, Grafite e acabou de contratar Jean, Tardelli não é fundamental ? principalmente porque pode facilitar a vinda do meia Adriano.Os dirigentes reconhecem o talento de Tardelli e se recusam a liberá-lo definitivamente. Só por empréstimo.ASSALTO - Diego Tardelli recebia R$ 1,5 mil de ajuda de custo no ano passado. Depois de excelente começo no Brasileiro, passou a R$ 8 mil mensais. Logo tratou de chegar ao CT em um carro esportivo importado. O aluguel do seu flat era de R$ 1,4 mil e mais R$ 400 de condomínio. Ele nega estar dez meses atrasado.?Já estou processando o síndico e o proprietário do flat. Eu devia dois meses e meio de aluguel. Mentiram e vão ter de arcar com isso.?A diretoria havia pedido que Tardelli passasse a morar no Centro de Treinamento, mas depois chegou à conclusão de que o melhor era fazer como o Corinthians fez com o próprio São Paulo na década de 80, quando emprestou Casagrande. Depois ele voltou mais valorizado e apegado ao clube. Os dirigentes esperam dar uma ?lição? a Tardelli e deixar o ambiente o mais propício possível para a conquista da Libertadores.?Minha fase está tão ruim que fui dar autógrafo no Shopping Norte e fui assaltado. Me levaram a sacola com perfumes e carteira com documentos e cartões de crédito. Vou procurar a igreja para ver se tudo melhora?, disse Tardelli.RICO - Apostando na chegada de Adriano, Cuca resolveu liberar Rico para atuar por empréstimo ao Grêmio. ?Entre entrar esporadicamente no campo ou ser titular, falei para o menino ir jogar no Olímpico.?

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2004 | 10h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.