São Paulo quer evitar disputa com Atlético-PR por Dagoberto

Apesar de a multa rescisória do atacante Dagoberto, do Atlético Paranaense, despencar de R$ 16 milhões para pouco mais de R$ 5 milhões, a partir de quinta-feira, a diretoria do São Paulo acredita que a contratação do jogador ainda se arrastará pelo mês de abril. Tudo porque o time tricolor não quer entrar em conflito com a diretoria do clube paranaense.?O Dagoberto já está virando novela. Proposta no valor dessa nova multa rescisória nós já fizemos. Mas nossa intenção é entrar em um acordo com o Atlético e, por isso, estamos conversando periodicamente com eles?, afirmou o assessor da presidência do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes.O maior adversário do time paulista é o presidente do Atlético, Mário Celso Petraglia. É com ele que o presidente Juvenal Juvêncio vem negociando. ?Entendemos a posição do Atlético, que é obter o maior valor possível no atleta, mas a saída do Dagoberto é inevitável. Uma hora vai ter o desfecho?, avisou o dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.