Ricardo Moraes/Reuters
Ricardo Moraes/Reuters

São Paulo quer evitar zebra diante do Goiás para entrar na briga pelo título brasileiro

Equipe de Fernando Diniz tenta se recuperar da eliminação para o Lanús no jogo deste sábado, no Morumbi

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2020 | 05h05

A eliminação inesperada diante do Lanús na Copa Sul-Americana serviu de lição para o São Paulo. O time de Fernando Diniz aprendeu com a queda que é preciso atenção o tempo todo e a não se apegar a favoritismo. Neste sábado, "ligado o tempo todo", a ordem é não repetir a zebra no confronto mata-mata diante do lanterna Goiás, às 19 horas, no Morumbi, para entrar de vez na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

Com três jogos a menos do que Internacional e Flamengo, apenas cinco pontos atrás dos líderes, o São Paulo quer mostrar sua força em casa para já fazer sombra nos ponteiros. A ordem é espantar o desânimo e um possível início de crise com a queda diante dos argentinos após abrir 4 a 2 e levar o gol da eliminação já nos acréscimos.

Daniel Alves recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Flamengo, está suspenso e deve abrir caminho para a volta do meia Hernanes, recuperado de lesão muscular e "pronto" para ajudar a equipe. Ele já havia sido relacionado diante do Lanús, mas não atuou.

A favor do jogador está a experiência. Com 35 anos, seria uma "cópia" de Daniel Alves em campo, ajudando a armar as jogadas e também a orientar os mais jovens, casos de Luan, Gabriel Sara e até Brenner na frente.

Há a possibilidade, também, de Fernando Diniz optar pela volta de Igor Vinícius à lateral direita, com Tchê Tchê retornando ao meio. O ala vinha bem até se machucar e ser desfalque por algumas rodadas.

O adversário da abertura do segundo turno, curiosamente, é um dos rivais que o São Paulo teve jogo adiado. Na abertura do Brasileirão, o Goiás não entrou em campo após surto de covid-19 em seu elenco. O jogo em Goiânia ainda não tem data definida.

Artilheiros do São Paulo e em temporada incrível, Brenner e Luciano passaram em branco diante dos argentinos na quarta-feira e querem recuperar o faro goleador neste sábado. O jovem centroavante mira seu 15° gol no ano, enquanto o companheiro soma sete.

Em situação complicada, o Goiás vai precisar surpreender o São Paulo se quiser diminuir a pressão sobre o técnico Enderson Moreira. Contratado para o lugar de Thiago Larghi, o treinador ainda não venceu nenhuma partida até aqui. São três empates e cinco derrotas. O aproveitamento de 12,5% vem fazendo Enderson balançar no cargo.

"Acho injusto colocar os maus resultados só na conta dele. Acho que todo mundo tem que tem que assumir a responsabilidade, essa bronca, e não vejo como um fator que vá que vá melhorar uma saída agora. Acredito que a comissão técnica tem feito um bom trabalho", afirmou o goleiro Tadeu.

Ao todo, o Goiás não sabe o que é vencer há nove jogos no Brasileirão. A sequência negativa fez o time, que teve duas partidas adiadas, amargar a lanterna do campeonato com apenas 12 pontos.

Não bastasse a situação difícil, Enderson tem problemas para escalar o Goiás. O lateral-direito Edilson foi para o Avaí, o lateral-esquerdo Jefferson e o atacante Keko estão suspensos, enquanto o zagueiro Fábio Sanches e o meia Daniel Bessa seguem lesionados. Já o meia Shaylon pertence ao São Paulo e não joga por cláusula contratual.

Por outro lado, o treinador tem as voltas do volante Sandro e do atacante Victor Andrade. Já o zagueiro Chico e o volante Gustavo Blanco tiveram as documentações regularizadas e podem estrear.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO x GOIÁS

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Tchê Tchê (Igor Vinícius), Bruno Alves, Diego Costa e Reinaldo; Luan, Igor Gomes, Gabriel Sara e Hernanes (Tchê Tchê); Brenner e Luciano. Técnico: Fernando Diniz.

GOIÁS - Tadeu; Juan Pintado, Chico, David Duarte e Caju; Ariel Cabral, Gilberto Júnior (Salazar) e Breno; Douglas Baggio, Fernandão e Vinícius. Técnico: Enderson Moreira.

ÁRBITRO - Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE).

HORÁRIO - 19 horas. 

LOCAL - Morumbi, em São Paulo (SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.