Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

São Paulo quer melhorar lado emocional com excursão

Sem vencer há doze jogos, equipe viaja nesta segunda para jogos na Europa e na Ásia

GONÇALO JUNIOR, Agência Estado

29 de julho de 2013 | 10h13

SÃO PAULO - A excursão que o São Paulo começa a fazer nesta segunda-feira pela Europa e Ásia vai trazer benefícios e prejuízos, de acordo com avaliação da comissão técnica. O lado bom será o distanciamento da maior crise da história do clube, que acumula 12 jogos sem vitória. O lado ruim é a maratona de jogos, que vai obrigar o técnico Paulo Autuori a usar times mistos em alguns jogos.

 

"Vamos tentar tirar o que de positivo existe aí. Vamos enfrentar grandes equipes como Bayern, Benfica, isso é bom. Competição oficial. Vamos aproveitar para trabalhar muito o ambiente do grupo, que é fundamental. Pode sim melhorar o aspecto emocional", disse o treinador.

Nos dias 31 de julho e 1º de agosto, o time disputa a Copa Audi em Munique, na Alemanha, contra Bayern de Munique, Milan e Manchester City. Em 3 de agosto, o clube enfrenta o Benfica pela Copa Eusébio, em Lisboa. O último confronto será no dia 7 de agosto, quando enfrentará o Kashima Antlers, em Tóquio, pela Copa Suruga.

A volta ao Brasil será agitada. A equipe chega a São Paulo em 9 de agosto e, no dia seguinte, enfrentará a Portuguesa, adversário direto na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A delegação viaja sem o zagueiro Lúcio, afastado do elenco por questões disciplinares, e Luís Fabiano, que não conseguiu se recuperar de uma contratura na coxa direita.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCPaulo Autuori

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.