Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

São Paulo quer patrocínio valorizado

A diretoria também quer que a camisa do São Paulo seja valorizada ao máximo para a próxima temporada. Como já está garantido na Copa Libertadores da América do ano que vem, as cotas de patrocínio no uniforme já começarão a ser negociadas em agosto. Se para este ano, a LG desembolsou R$ 8 milhões, mas o clube sonha em valorizar o espaço em R$ 20 milhões.?Não dá para a camisa do Flamengo valer mais que a do São Paulo. Nós tivemos uma visibilidade muito maior. É só ver a audiência dos jogos finais da Libertadores?, defendeu o diretor de planejamento são-paulino, João Paulo Jesus Lopes - o clube carioca faturaria R$ 12 milhões da Petrobrás.O plano é realizar uma espécie de licitação para relacionar as empresas interessadas em patrocinar a camisa em 2006. O vencedor será conhecido no início de dezembro e o valor oferecido ao clube será encaminhado para a LG Eletronics. Caso a empresa coreana iguale a proposta da concorrente, ela seguirá na camisa por mais um ano ? o que dificilmente acontecerá ?, por ter a prioridade na negociação. O mesmo acontecerá com a Topper, fornecedora do material esportivo. Nike, Adidas e Penalty já estão de olho.Apesar da promessa de priorizar o Campeonato Brasileiro, não será surpresa o São Paulo largar novamente o torneio nacional caso avance na Copa Sul-Americana, que começa dia 17 de agosto, contra o Internacional, em Porto Alegre.?Nem se compara à premiação da Libertadores, mas, em 2003, vimos que a torcida lotou o estádio e, queira ou não queira, os jogadores acabam pedindo para jogar?, justificou Jesus Lopes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.