São Paulo reafirma vontade de contratar Alexandre Pato

São Paulo reafirma vontade de contratar Alexandre Pato

Diretoria são-paulina planeja contratar o atacante que pertence ao Corinthians e está emprestado até o final de 2015

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2015 | 11h56

A diretoria do São Paulo pretende contratar Pato definitivamente ao fim do seu contrato de empréstimo, no final deste ano. A afirmação foi feita pelo vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro. "Vai depender do desempenho dele, mas eu tenho essa vontade, acredito muito no potencial dele. Sei que vai deslanchar até o fim do ano. Mas precisa ter recursos, uma série de coisas envolvidas, mas eu gostaria de ficar definitivamente com o Pato", afirmou. 

Alexandre Pato é artilheiro do Campeonato Paulista com quatro gols. Na goleada sobre o Bragantino, por 5 a 0, no último sábado, ele teve boa atuação. Além de marcar o terceiro gol, ele deu o passe para Boschilia anotar o quarto tento. 

Embora uma cláusula contratual impeça o atacante de enfrentar o Corinthians, clube que detém seus direitos federativos, no clássico desta quarta-feira, pela Libertadores, Pato manifestou o desejo de atuar. Para escalar o atacante, o São Paulo teria de pagar uma multa de R$ 1 milhão. A hipótese foi descartada pelo dirigente são-paulino. "Pato está fora do clássico. Não temos condições de pagar a multa neste momento", afirmou Guerreiro. 


Essa não é a primeira vez que o atacante manifesta o interesse de atuar contra o Corinthians. No Campeonato Brasileiro do ano passado, as duas diretores tentaram um acordo pela escalação do atacante, mas não deu resultado. O contrato de Pato é diferente do que foi feito com Jadson, envolvido na transação com o atacante. O meia não jogou os clássicos de 2014, ano em que ainda tinha vínculo com o São Paulo. Entretanto, está liberado para atuar normalmente a partir de 2015.

A passagem de Pato pelo Corinthians durou menos de um ano. Comprado do Milan por R$ 40 milhões, o atacante nunca rendeu o esperado e recebeu muitas críticas. O jogador, porém, garante que a invasão de torcedores ao Centro de Treinamento Joaquim Grava, em que ele era um dos alvos, não motivou sua saída. 

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSão Paulo FCAlexandre Pato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.