José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

São Paulo recebe o Danubio para superar derrota na estreia

Tropeço diante do Corinthians na Libertadores ainda incomoda o time, que se mobiliza para poder iniciar reação em casa nesta quarta

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

25 de fevereiro de 2015 | 07h00

Uma semana depois da estreia na Libertadores o São Paulo ainda não se recuperou da derrota para o Corinthians. O clube do Morumbi tem usado diversos remédios para fechar as feridas e, das soluções possíveis, a melhor chance para se recuperar e virar a página é nesta quarta-feira. Contra o Danubio, do Uruguai, o time estreia em casa para somar a primeira vitória e esquecer o dolorido tropeço.

O último treino antes do jogo teve a presença até da cúpula tricolor. O presidente Carlos Miguel Aidar e o vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro acompanharam toda a atividade sentados no banco de reservas. Ao fim do treino, Aidar e o técnico Muricy Ramalho conversaram rapidamente, como em um gesto para selar a tranquilidade.

"Quando se perde um jogo em uma estreia de Libertadores e em um clássico, isso fica marcado. Mas amanhã (nesta quarta-feira) é um jogo para conseguir reagir", disse o atacante Alexandre Pato, que será titular no setor ao lado de Luis Fabiano. 


Nos últimos dias o ambiente tem sido turbulento. A torcida organizada chegou a ensaiar pelas redes sociais um protesto pela troca de técnico e no sábado Muricy contou que já ouviu conversas nos bastidores para tentar tirá-lo do cargo.

Desde a queda no clássico o São Paulo procurou variadas soluções nos treinamentos para ajudar na reação. Muricy resolveu escalar o time titular no último sábado, pelo Campeonato Paulista, para fazer do encontro com o Osasco Audax uma espécie de treino para enfrentar a equipe uruguaia. A goleada por 4 a 0 ajudou a acalmar a pressão.

O meia Ganso pediu para não jogar aquela partida, alegando que não se sentia bem. Reabilitado, está confirmado entre os titulares na vaga de Thiago Mendes.

ESTRATÉGIA

A equipe terminou a preparação para a partida com uma atividade tática. A grande ênfase foi o posicionamento em bolas aéreas defensivas. O São Paulo enviou um espião para acompanhar em Montevidéu a estreia do Danubio contra o San Lorenzo, na semana passado, e o Tricolor aposta que terá de encarar uma retranca.

A escalação de dois meias (Michel Bastos e Ganso) em vez de um único na criação, como foi na estreia, é para dar mais movimentação e ajudar a cavar espaços. Pato também ajudará nesse papel e tentará explorar as jogadas pelas laterais.

O clube também inovou na preparação ao dispensar os jogadores da concentração. O time só se apresentará ao meio-dia, quando terá o almoço, e na sequência vai descansar até o horário de sair para o estádio.

Muricy decidiu liberar os jogadores nesta terça-feira e tomou a decisão por considerar que o rendimento não será alterado e também por confiar no compromisso dos jogadores com a partida.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO x DANUBIO

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Dória e Reinaldo; Denilson, Souza, Michel Bastos e Ganso; Alexandre Pato e Luis Fabiano. Técnico: Muricy Ramalho.

DANUBIO: Franco Torgnascioli; Agustín Peña, Matías De los Santos, Joaquín Pereyra y Velázquez; Marcelo Tabárez, Hamilton Pereira, Ignacio González y Leandro Sosa; Bruno Fornaroli e Matías Castro. Técnico: Leonardo Ramos.

Juiz: Enrique Osses (CHI)

Local: Morumbi 

Horário: 22h

Na TV: Globo, SporTV, Fox Sports

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.