São Paulo reclama bastante de atuação do árbitro chileno

A arbitragem do chileno Rubén Sellman foi muito contestada pelos são-paulinos, principalmente pela expulsão de Lugano e do que eles consideram uma certa complacência do árbitro com os jogadores do Estudiantes. ?Eles davam até voadoras e nada de cartão. E o Lugano foi expulso em uma falta normal. Mesmo o primeiro amarelo que ele levou, não foi justo?, diz Muricy. ?Eu acho que faltou um pouco de coragem para ele. Eles pegaram uns jogadores por trás e o árbitro não apitava. O Lugano ficou parado na jogada e levou vermelho?,comentou Fabão. Muricy não defendeu e nem condenou André Dias, expulso com três minutos de jogo. ?O lance foi longe e não dá para opinar. Ele disse que não fez nada, mas nenhum jogador confirma que fez falta?, disse, rindo. A intenção de Muricy é escalar o que tem de melhor para o jogo contra o Inter, domingo, em Porto Alegre. ?Não sei se vou conseguir, mas a idéia é jogar todo mundo. Na sexta os jogadores vão acordar cheios de dor, arrebentados e ainda tem a viagem de avião. Vamos analisar a condição de todos e decidir o time.? O São Paulo está a um ponto de Inter, Santos e Fluminense, os líderes do campeonato, e planeja estar assim também quando o campeonato for interrompido, dia 4 de junho, após sua décima rodada. ?Temos de estar no pelotão da frente, sem deixar ninguém escapar?, diz o treinador. Para o segundo semestre, o São Paulo aposta em uma pequena vantagem. Muitos times estarão na disputa da Copa Sul-Americana e poderá tirar alguma vantagem disso. ?Estaremos em uma zona de jogos duros pelo Brasileiro e vai ser bom descansar um pouco?, diz Marco Aurélio Cunha. Até 4 de junho, o São Paulo enfrenta Inter (fora), São Caetano e Palmeiras, no Morumbi, Vasco, fora, Fluminense, em casa e Juventude, fora. Após a Copa, enfrenta o Grêmio, em casa, no dia 12, o Figueirense, também no Morumbi, dia 15 e então, recebe o Estudiantes. No dia 23, eliminado ou classificado, vai a Campinas enfrentar a Ponte Preta.

Agencia Estado,

11 Maio 2006 | 00h20

Mais conteúdo sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.