São Paulo reclama da arbitragem, mas assume noite infeliz

Um dia depois do Corinthians reclamar muito da arbitragem no Campeonato Paulista, o São Paulo engrossou o coro repudiando as atuações dos donos do apito. Após o empate contra o Santo André, nesta quinta-feira, o goleiro Rogério Ceni disse ter faltado critério do juiz Robério Pereira Pires, que marcou um pênalti para o time do ABC e teria deixado passar um sobre o atacante Aloísio. ?Faltou senso de interpretação. O lance do Aloísio, para mim, foi pênalti. E no que ele marcou para o Santo André, eu não derrubei o jogador; o jogador que chutou o meu braço?, afirmou Ceni.O gol de empate marcado pelo zagueiro Alex Silva, aos 40 minutos do segundo tempo, porém, acabou sendo muito comemorado. Todos reconheceram que o time ficou devendo. ?Foi melhor um ponto pela garra do que ter perdido. O Santo André tem uma equipe boa e sempre dá trabalho para o São Paulo?, completou Alex Silva. Contra o Noroeste, domingo, em Bauru, o técnico Muricy terá duas baixas: Souza sofreu uma lesão muscular na coxa direita e Hugo está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.Rodrigo FabriO meio-campista informou nesta quinta que entrará com uma ação na Justiça do Trabalho para poder voltar a treinar no CT da Barra Funda e não no CT de Cotia, onde quer a diretoria.Ele não cogita rescindir o contrato que vale até dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.