São Paulo reclama da tabela do Paulista

O São Paulo foi o melhor time da primeira fase do Campeonato Paulista, tendo conquistado 25 pontos em nove jogos - aproveitamento de 92%. Mesmo assim, jogadores e comissão técnica saíram de campo reclamando, após a vitória por 2 a 1 sobre o Juventus, domingo. Tudo porque terão pela frente, nas quartas-de-final, um adversário considerado asa-negra da equipe: o São Caetano, domingo, às 16 horas, no Morumbi. "É um adversário difícil, tem estilo parecido com os times que jogam a Taça Libertadores", opinou o artilheiro Luís Fabiano. "Mas quem quer chegar na final não pode escolher adversário." A preocupação se justifica pelo retrospecto dos confrontos entre os clubes. Até hoje, em seis partidas, o São Paulo derrotou o time do ABC apenas uma vez: 1 a 0 - gol de Luís Fabiano -, em outubro, pelo 2.º turno do Campeonato Brasileiro. Antes disso, foram três vitórias do São Caetano e dois empates. "A tabela já estava definida, não podemos reclamar, mas é duro saber que fizemos 25 pontos na primeira fase e pegaremos o São Caetano, e possivelmente o Santos, nas semifinais", lamentou o técnico Cuca. "Mas o futebol se resolve dentro de campo." Nem o privilégio de atuar em casa, por ter feito melhor campanha que o adversário, anima o treinador. "Não há nenhuma vantagem, o Morumbi é quase um campo neutro." Após a vitória sobre o Juventus, o elenco se reapresenta amanhã pela manhã, no CCT. Para enfrentar o São Caetano, a equipe terá cinco reforços: o lateral-direito Cicinho, o zagueiro Fabão e o volante Alexandre, que estavam suspensos, além do volante Fábio Simplício e do meia Gustavo Nery, poupados no jogo de domingo. Pela Taça Libertadores, o time só voltará a campo no dia 24, contra o Cobreloa, no Chile.

Agencia Estado,

15 de março de 2004 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.