São Paulo reclama do árbitro e do rival

O clima de nervosismo visto em campo na partida em que oAtlético Paranaense venceu o São Paulo por 4 a 2, também se transferiu para os vestiáriosno intervalo da partida. Houve muita troca de xingamento entrediretores dos dois times. ?Eles tentam nos intimidar?, disse o diretordo São Paulo, Marco Aurélio Cunha. ?Não adianta ser moderno erestringir nossas atividades no vestiário?, completou. Ao final da partida, os jogadores criticaram principalmente o árbitroWagner Tardelli devido a um suposto rigor contra o São Paulo. ?Oapito brasileiro está muito fraco?, disse o zagueiro Lugano. Segundoele, o juiz somente dava cartão amarelo para o time são-paulino. Mas o uruguaio também elogiou o esforço de seu time, que jogou com 10 jogadores desdeos 10 minutos, em razão da expulsão do zagueiro Alex. ?Foi um lance complicado?, disse o meia Danilo. ?Ele escorregou?. O meia Mineiro teve a mesma interpretação. ?Se o juiz tivesse o mesmocritério para as duas equipes já estávamos satisfeitos?, afirmou, antes de responsabilizar a arbitragem pela derrota. ?Seria transferir responsabilidade, mas é difícil ser prejudicado.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.