Raphael Castello
Raphael Castello

São Paulo recorre, mas acha difícil escalar Centurión na quarta

Novo reforço ainda não cumpriu suspensão de dois jogos imposta por uma expulsão em 2013, em sua primeira passagem pelo Racing

GONÇALO JUNIOR, Estadão Conteúdo

13 de fevereiro de 2015 | 17h56

O departamento jurídico do São Paulo acha difícil reverter a suspensão de dois jogos imposta ao meia argentino Ricardo Centurión pela expulsão na Copa Sul-Americana de 2013, quando atuava pelo Racing. Isso significa que o reforço, uma das esperanças da comissão técnica para tornar o time mais ofensivo, não poderá atuar contra o Corinthians, na próxima quarta-feira, e também diante do Danubio, no Morumbi, no dia 25 de fevereiro, ambos pela Copa Libertadores.

A expulsão do meia aconteceu em agosto de 2013 na partida contra o Lanús, pela segunda fase da Copa Sul-Americana. Centurión recebeu cartão vermelho no segundo tempo e viu de fora a eliminação da equipe de Avellaneda. Logo depois, foi negociado com o Genoa, da Itália, onde teve poucas oportunidades.

Ele retornou ao Racing, não disputou nenhuma partida de torneios organizados pela Conmebol e, portanto, não cumpriu a suspensão imposta pelo Comitê Disciplinar da Conmebol. O departamento jurídico do São Paulo recorreu, mas não tem grandes expectativas de que a apelação seja aceita.

Adrián Ricardo Centurión foi contratado no fim de janeiro por causa de sua qualidade técnica, habilidade e também pelo idioma espanhol, para facilitar a comunicação com os atletas e árbitros da competição. A estreia do meia no torneio, no entanto, só deve acontecer na terceira rodada, em compromisso contra o San Lorenzo, da Argentina, no Morumbi, no dia 18 de março.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCCenturión

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.