Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

São Paulo repete o placar contra o Goiás e avança na Copa do Brasil

Com gol de Dagoberto, time vence por 1 a 0 no Morumbi e pega o Avaí nas quartas de final

TERCIO DAVID - estadão.com.br

27 de abril de 2011 | 23h41

SÃO PAULO - Repetindo o placar do primeiro jogo, o São Paulo venceu novamente o Goiás, por 1 a 0, nesta quarta-feira, no retorno da equipe ao Morumbi, após 10 dias longe, e se classificou para as quartas de final da Copa do Brasil. Agora, o time encara o Avaí, quarta-feira que vem. O sorteio para a definição da ordem dos mandos de campo será nesta quinta.

No final de semana, o São Paulo volta suas atenções para o Campeonato Paulista, para a semifinal contra o Santos, novamente no Morumbi, no sábado, às 16h. Pelo Goiano, o Goiás encara o Vila Nova, no domingo.

Baixas. O Goiás sofreu a primeira baixa logo no começo do jogo, aos 8, quando o experiente goleiro Harlei sentiu uma contusão muscular em lance isolado, na linha de fundo, quando tentava evitar um escanteio, e teve de ser substituído pelo jovem Pedro Henrique.

A segunda "baixa" no Goiás quem deu foi Zé Antonio, que escorregou sozinho no gramado molhado e deixou a bola limpa na intermediaria para Carlinhos Paraíba avançar e servir com açúcar para Dagoberto bater cruzado, sem chance para Pedro Henrique, aos 19.

ESPN - VÍDEO: São Paulo repete o placar, vence Goiás e pega Avaí nas quartas

Abatido após o gol, o Goiás não conseguiu se organizar no primeiro tempo para pressionar o São Paulo. O time paulista, que já estava tranquilo com o empate, ficou ainda mais com o gol.

A equipe do técnico Paulo Cesar Carpegiani só tomou susto uma vez no primeiro tempo, numa saída em falso de Rogério Ceni após cruzamento. Mas Ernando, sozinho, com o gol vazio pela frente, se enrolou com a bola e não conseguiu desviar para as redes.

No segundo tempo, já sem a chuva fraca que caiu durante toda da a primeira etapa, faltou qualidade técnica ao Goiás para aproveitar as chegadas ao ataque, facilitando o trabalho da zaga são-paulina.

À partir da metade da etapa, o São Paulo aumentou a posse de bola, tentando evitar qualquer possibilidade de um empate e um sufoco final. O time até se arriscou um pouco no ataque, em busca do segundo gol, que lhe daria uma tranquilidade maior ainda. Mas nem precisou.

Melhora no fim. Sem Lucas, machucado, e Luis Fabiano, que teve a reestreia adiada, Ilsinho e Marlos foram as opções, mas nenhum dos dois rendeu o esperado. Foi apenas após a entrada de Rivaldo, faltando pouco para o final da partida, que o São Paulo ganhou um pouco de qualidade técnica ofensiva, mas nõ o suficiente para mudar o placar do jogo.

SÃO PAULO - 1 - Rogério Ceni, Rhodolfo (Xandão), Alex Silva, Miranda, Jean, Carlinhos Paraíba, Casemiro, Ilsinho (Fernandão), Juan, Dagoberto e Marlos (Rivaldo). Técnico: Paulo César Carpegiani

GOIÁS - 0 - Harlei (Pedro Henrique), Valmir Lucas, Rafael Tolói, Ernando, Oziel, Amaral, Zé Antônio (Leandro), Marcelo Costa, Carlos Alberto, Robert e Hugo (Assuério). Técnico: Arthur Neto

Gols - Dagoberto, aos 19 minutos do primeiro tempo; Cartões amarelos - Zé Antonio, Leandro, Assuério (Goiás) e Casemiro (São Paulo); Árbitro - Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ); Renda e público - não disponíveis; Local - Morumbi, em São Paulo (SP)

Veja também:

som Estadão ESPN - 'Equipe vem pecando com a falta de eficiência para marcar gols', reconhece Carpegiani

blog OPINIÃO JT -  Tricolor precisa jogar mais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.