NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS
NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS

São Paulo retorna ao Brasil e deve se reapresentar sem Lucas Perri

Goleiro vai ser emprestado ao Crystal Palace, da Inglaterra, até o fim da temporada europeia

Redação, O Estado de S. Paulo

15 Janeiro 2019 | 15h19

O São Paulo desembarcou nesta terça-feira no Brasil após passar dez dias nos Estados Unidos, onde disputou a Florida Cup e realizou parte de sua pré-temporada. O grupo voltará a trabalhar no CT da Barra Funda, na quarta, já sem o goleiro Lucas Perri, de malas prontas para defender o Crystal Palace, da Inglaterra, por empréstimo de seis meses.

O acordo prevê opção de compra fixada em 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 19 milhões) por 80% dos direitos do atleta ao término do período. Formado na base do São Paulo, Perri era o terceiro goleiro do time principal, atrás de Tiago Volpi e Jean. O jogador de 21 anos renovou seu contrato recentemente com o clube brasileiro até abril de 2022.

Em outubro passado, reportagem do Estado mostrou que o clube costuma aproveitar mal os goleiros criados em suas divisões inferiores e normalmente vai ao mercado quando precisa se reforçar nessa posição.

Trata-se do segundo atleta que a diretoria tricolor empresta nos últimos dias. No domingo, o atacante Tréllez se despediu da delegação em Orlando, onde o São Paulo ficou concentrado durante sua estadia nos EUA, para se apresentar ao Internacional. Os gaúchos pagaram R$ 1,5 milhão para contar com o colombiano até o fim deste ano.

Clube avalia pré-temporada e foca na estreia do Paulistão

Após a Florida Cup, o foco agora da equipe são-paulino estará todo voltado para a estreia no Campeonato Paulista. Sábado, o time recebe o Mirassol, às 19h30, no Pacaembu, já que o Morumbi passa por reformas. Até lá, o técnico André Jardine comandará mais três dias de atividades para definir a escalação.

Em entrevista concedida ao canal oficial do São Paulo no YouTube, o preparador físico Carlinhos Neves falou a respeito do período nos Estados Unidos. Confira abaixo:

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.