São Paulo se arma para frustrar a festa de Robinho

O São Paulo fará de tudo para estragar a festa do Santos para Robinho no clássico deste domingo, às 17 horas, na Arena Barueri, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. A diretoria mandou e o técnico Ricardo Gomes coloca o time titular para tentar parar o estreante da tarde, que reforça o melhor ataque da competição, com 15 gols.

GIULIANDER CARPES, Agencia Estado

07 de fevereiro de 2010 | 09h15

"O ataque do Santos tem jogadores rápidos e habilidosos. Isso é o que há de pior para qualquer zagueiro", preocupou-se o técnico Ricardo Gomes. "Mas nós temos ótimos defensores". Se Robinho estreia, não será a única preocupação para a defesa do São Paulo. Neymar está em excelente fase e tem tudo para ofuscar o brilho do astro da seleção brasileira.

O menino, que recém completou 18 anos, arranca elogios dos adversários, que o temem até mais que Robinho. "Acho que hoje o Neymar está um degrau acima", afirmou o volante são-paulino Jean.

Com os titulares, Ricardo Gomes quer agora a liderança do Campeonato Paulista - se bater o Santos, vai tomar a posição do adversário. "Caso contrário, eu colocaria um time bem mesclado. Se o jogo fosse no sábado, quem jogou na quarta-feira (vitória sobre o São Caetano) não estaria relacionado porque a recuperação ainda não está completa. Mas nossa ideia é pôr o time principal", explicou o treinador. "O número de pontos é importante".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.