São Paulo se prepara para maratona

O São Paulo fará quatro jogos nos próximos onze dias. E, com certeza, não terá a mesma escalação de uma partida para outra. Além de contusões e punições, há a intenção declarada do técnico Paulo Autuori de poupar os jogadores mais cansados. A ordem é estar bem no Mundial Interclubes de dezembro, no Japão.Os dois próximos jogos serão clássicos: contra o Santos, sábado; e Corinthians, segunda-feira. A preferência dos jogadores é enfrentar o rival do Parque São Jorge. Não admitem perder os três pontos que conquistaram dia 7 de setembro, na vitória por 3 a 2. ?Eu já decidi que quero pegar o Corinthians de novo para ganhar deles outra vez?, disse Amoroso, assim que soube que os dois clássicos seriam jogados com intervalo de menos de 48 horas.Houve uma série de críticas e provocações ao Corinthians, com Cicinho chegando a dizer que jogadores da Seleção Brasileira que atuam na Europa vieram procurá-lo para dizer que estavam revoltados com o que considerariam uma ?sacanagem? a favor do Corinthians. Autuori, entretanto, não vai se ater a questões emocionais para definir quem descansa. Os jogadores que inspiram mais cuidados são Amoroso, Júnior e Mineiro, os mais veteranos. ?O Mineiro praticamente não descansa. Precisa dar uma parada.?Júnior já está fora do clássico contra o Santos, pois foi expulso contra o Flamengo. E Mineiro deve se ausentar de um dos dois clássicos. O técnico tem muita confiança em Renan, seu substituto.Um dos critérios de Autuori é que nenhum jogador deve ser poupado dois jogos seguidos. O que garante a escalação de Cicinho, Lugano e Josué contra o Corinthians, pois já foram poupados no jogo de Campinas contra a Ponte Preta. Talvez não joguem contra o Santos.Além de evitar cansaço físico e fugir de contusões musculares e inflamação de púbis, comuns em quem joga muitas vezes seguidas, Autuori aproveita os jogos restantes do Campeonato Brasileiro para testar novas jogadas e novos jogadores, já visando ao Mundial de clubes.Foi com esse espírito que escalou Leandro Bomfim para o jogo contra o Flamengo, deixando Souza no banco. ?Eu tive o cuidado de chamar o Souza de lado e explicar, uma vez mais, que ele é o meu titular. O Leandro entrou para ganhar ritmo de jogo e entrosamento com os companheiros. E foi muito bem?, diz.Com Thiago Ribeiro, aconteceu a mesma coisa. Ele participou de alguns jogos do time de aspirantes na Copa FPF. Fez um golaço contra o Santos nessa Copa. O seu primeiro gol no time de cima foi domingo, contra o Flamengo.Nos próximos jogos, não será surpresa se Autuori voltar a dar uma chance para o atacante Vélber e para o lateral-esquerdo Fábio Santos, que perdeu muito espaço com a chegada de Richarlyson. Eles brigam com Alê pelas duas últimas vagas para o ir ao Japão. Parecem garantidos: Rogério Ceni, Flávio e Matheus (goleiros); Cicinho, Hernanes, Júnior e Richarlyson (laterais); Lugano, Fabão, Edcarlos e Alex (zagueiros); Josué, Mineiro, Renan, Souza, Danilo e Leandro Bomfim (meio-de-campo); Christian, Amoroso, Diego Tardelli e Thiago Ribeiro (atacantes).

Agencia Estado,

20 de outubro de 2005 | 09h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.