José Patrício|Estadão
José Patrício|Estadão

São Paulo 'segura' zagueiros e deve bancar permanência de Rodrigo Caio e Lucão

Janela de transferências para o futebol europeu termina nesta quarta-feira

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

31 Agosto 2016 | 07h00

No dia que fecha a janela de transferências para o futebol europeu, o São Paulo espera bater o martelo e confirmar a permanência dos zagueiros Rodrigo Caio e Lucão. Os dois jogadores negociaram com equipes do exterior e estiveram muito perto de deixar o clube. Mas a tendência é que ambos continuem no Morumbi.

A permanência de Rodrigo Caio, caso seja confirmada, é até inesperada. Sua saída era dada como certa até semana passada, quando ele viajou para a Itália para obter o passaporte italiano. Pelo menos dois clubes fizeram uma proposta pelo jogador.

A oferta do Sevilla foi a que mais agradou ao jogador. Rodrigo Caio gostou da ideia de atuar no time espanhol ao lado de seu ex-companheiro de clube Paulo Henrique Ganso. A proposta, no entanto, não agradou ao São Paulo, que considerou baixa a oferta de 9,5 milhões de euros (R$ 35 milhões).

A diretoria aposta conseguir um valor maior em uma venda futura. Rodrigo Caio tem só 21 anos e se valorizou com as convocações para a seleção. Ele foi titular da equipe olímpica que conquistou a medalha de ouro nos jogos do Rio de Janeiro e foi convocado para a seleção principal (Rodrigo Caio acabou cortado por contusão).

O Hamburgo, da Alemanha, foi outro clube interessado em contratar Rodrigo Caio. A proposta era melhor que a do Sevilla, mas o jogador 'vetou' a negociação por preferir atuar na Espanha ou até na Itália. O Milan, por exemplo, chegou a se interessar pelo zagueiro.

Já Lucão recebeu uma proposta para jogar no Dínamo de Zagreb. O valor foi baixo, segundo o clube. A tendência é que o zagueiro, também formado nas categorias de base, permaneça no São Paulo.

CONTRATAÇÕES EMPERRADAS

A diretoria do São Paulo ainda busca reforçar a equipe para a disputa do Campeonato Brasileiro. A meta é contratar um jogador para atuar pelos lados do campo. Marquinhos, do Internacional, foi sondado, mas as negociações não avançaram. A ideia dos dirigentes era contratar ao menos dois jogadores para o técnico Ricardo Gomes.

Sem jogos no meio de semana, o São Paulo só volta a campo na próxima semana, quando enfrenta o Palmeiras no Allianz Parque, quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. O elenco faz uma preparação especial para o jogo e está 'blindado' pela diretoria após a invasão dos torcedores ao CT no último sábado. A imprensa só poderá ter acesso ao CT na sexta-feira para acompanhar os treinamentos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.