Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

São Paulo sofre chantagem de R$ 1 milhão e aciona a Polícia Civil

Após e-mail anônimo, clube envia mensagem aos conselheiros e diz que 'trata-se de nova tentativa infrutífera de fraude e extorsão'

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2019 | 16h19

Conselheiros do São Paulo receberam três e-mails de uma pessoa anônima que ameaça divulgar documentos confidenciais se não receber R$ 1 milhão até domingo. O clube acionou a Polícia Civil para investigar o caso.

A pessoa que enviou o e-mail se identifica como Edward Lorenz, meteorologista norte-americano que descobriu a Teoria do Caos e morreu em 2008. As mensagens foram disparadas para o mailing do Conselho Deliberativo do São Paulo.

Na quinta-feira, o clube enviou um e-mail aos conselheiros informando que "já deu o devido tratamento jurídico e técnico à questão" e que "trata-se de nova tentativa infrutífera de fraude e extorsão". O caso está sendo investigado pela 4ª DIG - Delegacia de Polícia de Investigações sobre Fraudes Patrimoniais Praticadas por Meios Eletrônicos, no Inquérito Policial.

Em 2017, o São Paulo já havia sido alvo de chantagem por uma pessoa com o mesmo pseudônimo. Na ocasião, também houve tentativa de extorsão para não divulgar documentos confidenciais. Esse caso ainda está em curso.

Com esse histórico, a diretoria do São Paulo se mostra tranquila em relação ao novo caso. Além de já ter sido alvo em 2017, os supostos documentos seriam da época que o clube era presidido por Carlos Miguel Aidas, que renunciou e foi substituído por Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, em 2015. Na época, alguns e-mails envolvendo Aidar e o então vice Ataíde Gil Gueirreiro foram vazados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.