Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

São Paulo sofre em 2015 as maiores goleadas para os três rivais

Equipe teve as derrotas mais elásticas da história do Brasileiro

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 Novembro 2015 | 09h30

Para o São Paulo jogar clássico no Campeonato Brasileiro em 2015 foi um grande pesadelo e sinônimo de quebra recordes negativos. Após a derrota para o Corinthians por 6 a 1, o clube acumulou em uma mesma temporada as piores derrotas na história para os três rivais na história da competição. Antes disso o time do Morumbi levou de 4 a 0 do Palmeiras e de 3 a 0 do Santos, maior desvantagem já sofrida na Vila Belmiro.

O vexame diante do Corinthians, em Itaquera, veio com o adversário em campo com o time reserva e na festa do título do rival. O São Paulo levou três gols de bola parada no primeiro tempo e sem conseguir reagir, foi novamente dominado na etapa final, quando ainda perdeu um pênalti, defendido pelo goleiro Cássio.

A goleada foi a pior sofrida diante do Corinthians em Campeonato Brasileiro. Em junho, o São Paulo atingiu o mesmo feito negativo, mas diante do Palmeiras. No Allianz Parque a equipe comandada pelo técnico Marcelo Oliveira dominou os comandados de Juan Carlos Osorio. Também na gestão do colombiano o time do Morumbi foi atropelado pelo Santos, em setembro.

A derrota por 3 a 0 na Vila Belmiro foi a pior da história dentro do estádio santista, mas não a pior do confronto dentro da história do Brasileiro. Em 2006 a equipe do Morumbi perdeu o clássico dentro de casa por 4 a 0, enquanto conciliava o calendário com a disputa da semifinal da Copa Libertadores.

Em 2015 o São Paulo time terminou com o pior aproveitamento no confronto contra rivais nos últimos 14 anos no Brasileiro. Somente em 2001 a campanha foi inferior, com 11% dos pontos ganhos, contra os 27% obtidos na edição atual, com goleadas sofridas para os três rivais.

Esse levantamento leva em conta somente edições do Brasileiro com a presença de Corinthians, Santos e Palmeiras. Apesar do aproveitamento de 2015 incluir uma vitória, contra a equipe da Vila Belmiro, a temporada é agravada pelos recordes negativos e pelas goleadas. Na soma dos clássicos, o São Paulo levou 17 gols e marcou apenas seis, enquanto em 2001, o saldo é de três tentos sofridos contra um marcado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.