São Paulo sofre, mas vence e vai à final

O São Paulo sofreu, mas venceu o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, por 3 a 2 na manhã desta quarta-feira, em Tóquio, e se classificou para a final do II Mundial de Clubes da Fifa. O time brasileiro largou na frente, sofreu o empate e passou sufoco; mas reagiu e confirmou o favoritismo. O atacante Amoroso - que provocou mal estar na delegação Tricolor ao anunciar que havia assinado pré-contrato com uma equipe japonesa - foi o destaque do jogo ao marcar dois gols. Rogério Ceni, de pênalti fez o terceiro. Noor e Al Montashari marcaram para o Al Ittihad. Na final - marcada para domingo de manhã - o São Paulo vai enfrentar o vencedor do confronto entre o Liverpool e o Saprissa, que jogam amanhã. Como se esperava, o São Paulo partiu para cima do Al Ittihad, tentando resolver o jogo logo no início. O time brasileiro avançou a marcação, sufocando o adversário em seu próprio campo. Além disso, mantinha dois atacantes de forte presença na área - Amoroso e Aloísio - impedindo que a zaga saudita avançasse. Pressionado, o campeão asiático não conseguia construir jogadas de ataque.O São Paulo tomou conta da partida e as chances de gol não demoraram a aparecer. Aos 11 minutos o goleiro Zaid foi exigido pela primeira vez, numa jogada com Cicinho pela direita. O Tricolor voltaria à carga mais uma vez aos 14 minutos, quando Aloisio escapou pela esquerda, se livrou de um adversário, mas caiu na pequena área no momento em que ia concluir para o gol.Aos 16 minutos, no entanto, não teve jeito e Amoroso abriu a contagem. Depois de um cruzamento da esquerda, a defesa saudita rebate mal. O artilheiro mata a bola no peito e chuta fraco, mas a bola desvia num zagueiro e engana o goleiro: 1 a 0.A partir daí, sem outra opção, o Al Ittihad tomou coragem e passou a atacar. O São Paulo recuou perigosamente, permitindo que o adversário crescesse. Tocando a bola com consciência, o time saudita não só equilibrou o jogo, como passou a dominar. Aos 33 minutos, o atacante Noor empata. Rogério Ceni rebate mal um chute de Kallon e Noor pega a sobra para fazer 1 a 1. Este foi o segundo gol de Noor no Mundial. Foi dele o gol que deu a vitória do Al Ittihad sobre o Al Ahly, nas quartas-de-final.A pressão saudita continuou mesmo depois do gol de empate e o Al Ittihad por muito pouco não desempatou nos minutos seguintes. Aos 35 Kallon é lançado em velocidade e chuta forte da entrada da área. Desta vez, Rogério vai bem e manda para escanteio. Um minuto depois, Tukar volta a ameaçar com uma cabeçada que saiu rente à trave direita. Desnorteado, o São Paulo, não conseguia sair da pressão e agradeceu quando o árbitro francês Alain Sairs apitou o fim da primeira etapa. No segundo tempo as coisas mudaram radicalmente. Logo a 1 minuto, Cicinho escapa pela direita e cruza para o meio da área. Amoroso, bem colocado, tem apenas o trabalho de tocar para o gol vazio. Confiante, o São Paulo manteve a pressão e aos 5 minutos, Rogério Ceni cobra uma falta com muito perigo. Aos 8, Danilo invade a área e cai, pedindo pênalti. O árbitro, não apenas não marcou, como deu cartão amarelo ao brasileiro. Aos 11 minutos, no entanto, a situação muda. Aloísio escapa pelo meio e, no momento em que ia concluir, é derrubado na área. Desta vez o francês marca pênalti. Rogério sai do gol mais uma vez e faz cobrança. Com perfeição, manda a bola no ângulo direito para fazer 3 a 1.Exatamente como aconteceu na primeira etapa, o Al Ittihad reagiu. Sem mais nada a perder, o time saudita foi para cima e o suplício são-paulino voltou. Aos 23, Al Montashari escora de cabeça uma cobrança de escanteio e diminui: 3 a 2. O São Paulo, mais uma vez, entrou em parafuso. Recuou inteiramente e o Al Ittihad se aproveitou. Enquanto o time saudita pressionava em busca do empate, a defesa do São Paulo se livrava da bola com chutões para frente, onde apenas Amoroso brigava contra dois zagueiros. No finalzinho, Grafite entrou no lugar de Aloisio, mas já não havia tempo para mais nada. Àquela altura, a prioridade são-paulina era apenas segurar o resultado, o que conseguiu, para alívio do técnico Paulo Autuori e da torcida são-paulina.Ficha Técnica: São Paulo 3 x 2 Al Ittihad. Gols:Amoroso, aos 16 e Noor, aos 33 minutos do 1º tempo. Amoroso, a 1 minuto, Rogério Ceni aos 11 min. e Al Montashari, aos 22 minutos do 2º tempo. São Paulo: Rogério Ceni; Fabão, Edcarlos e Lugano; Cicinho,Mineiro, Josué, Danilo e Júnior; Amoroso e Aloísio (Grafite, aos 43minutos do segundo tempo). Técnico: Paulo Autuori. Al-Ittihad: Zaid; Al Dosari (Al Harbi, aos 21 min do segundotempo), Tukar, Al Montashari e Falatah; Khariri, Noor, Abushgeer eTcheco; Kaloon e Sowed (Haidar, aos 17 min do segundo tempo).Técnico: Anghel Iordanescu. Árbitro: Alain Sars (FRA). Cartões amarelos: Al Dosari e Al Harbi (Al-Ittihad); Danilo,Lugano e Mineiro (São Paulo).Público: 31.510 torcedoresLocal: Estadio Nacional de Tóquio

Agencia Estado,

14 de dezembro de 2005 | 10h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.