André Lessa/AE
André Lessa/AE

São Paulo sugere divisão da polêmica 'Taça das Bolinhas' com o Flamengo

Presidente Juvenal Juvêncio diz que vai buscar de volta o troféu caso tenha que devolver

estadão.com.br

23 de fevereiro de 2011 | 17h40

SÃO PAULO - O São Paulo não quer devolver o troféu Copa Brasil, conhecido popularmente como 'Taça das Bolinhas', mas já admite uma solução para o caso que teoricamente também agradaria o Flamengo, que briga para ficar com o prêmio. O presidente são-paulino Juvenal Juvêncio disse que faria "duas taças", e cada clube ficaria com uma.

Uma determinação da Justiça obriga o clube do Morumbi a devolver o troféu, recebido na semana passada, à Caixa Econômica Federal, até que exista uma solução final para a polêmica.

"Se a Justiça obrigar, eu devolvo, mas depois vou buscar de novo. Mas se ficasse comigo, faria duas taças. Não quero briga, vou conversar com ela (a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim", declarou Juvenal.

De acordo com o mandatário do São Paulo, Patrícia é uma pessoa pura, mas tem maus assessores. "O Flamengo não faria isso", disse, sobre a ideia de dividir o troféu.

Polêmica. A 'Taça das Bolinhas' foi criada nos anos 70 pela Caixa para ser entregue ao primeiro clube que conquistasse cinco vezes o Campeonato Brasileiro de forma alternada ou três vezes de maneira consecutiva.

No entanto, o Brasileirão de 1987 criou um imbróglio. Naquele ano, o Fla ganhou a Copa União, uma liga alternativa criada pelos maiores clubes do País em substituição ao Campeonato Brasileiro - a CBF, que estava sem dinheiro, abriu mão de realizar o torneio nacional, mas não deixou de fazer seu Brasileirão, que teve o Sport Recife como campeão.

Até a última segunda-feira, a CBF reconhecia apenas o Sport como campeão brasileiro de 1987, mas, após longa polêmica, decidiu declarar que o Flamengo também é oficialmente campeão nacional daquele ano.

Com isso, teria direito à 'Taça das Bolinhas', pois em 1992 sagrou-se o primeiro pentacampeão brasileiro. O São Paulo, que antes tinha direito ao troféu pelo penta conquistado em 2007, está obrigado a devolvê-lo.

Veja também:

linkCarpegiani mantém Rivaldo como titular

linkLucas espera reeditar atuação de 2010 contra Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.