Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rubens Chiri / saopaulofc.net

São Paulo mira classificação antecipada na Copa Sul-Americana contra o Everton

Garantir vaga na próxima fase pode ajudar Rogério Ceni a poupar jogadores. Equipe tricolor fará, pelo menos, 64 jogos no ano

Pedro Ramos, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2022 | 05h00

O São Paulo pode garantir uma vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana com duas rodadas de antecedência se derrotar o Everton, no Chile, nesta quinta-feira, às 19h15, e torcer para o Ayacucho, do Peru, não vencer o Jorge Wilstermann, da Bolívia. A equipe tricolor é líder do Grupo D, com nove pontos, e apenas o primeiro colocado avança para a próxima fase.

O técnico Rogério Ceni deve mandar a campo um time misto para a partida. O lateral-direito Rafinha e o centroavante Calleri sequer viajaram com a delegação, poupados para o confronto diante do Fortaleza, pelo Brasileirão. Já os jovens Léo Silva e Luiz Henrique foram relacionados pela primeira vez na equipe principal e acompanham o time no Chile.

Rodar a equipe tem sido uma constante para muitos treinadores do futebol brasileiro, como Ceni. Conseguir a classificação antecipada pode significar poupar ainda mais jogadores nas duas partidas restantes. Já foram 26 jogos neste ano e serão, pelo menos, mais 38 (contando Copa do Brasil, Brasileirão e Copa Sul-Americana), totalizando 64. O calendário brasileiro, claro, exige muitos cuidados quanto à parte física. O Liverpool, por exemplo, está na final da Liga dos Campeões e da Copa da Inglaterra, e fará um total de 63 partidas nesta temporada.

Para sair do Chile com uma vitória, a equipe pode seguir apostando nos gols de bola aérea, que tem se mostrado uma arma importante. No início do ano, o cenário era bem diferente. Rogério Ceni foi criticado pelos excessos de cruzamentos na área e dificuldade para furar as defesas adversárias. A movimentação dos jogadores de frente melhorou, o entrosamento fluiu e, ao mesmo tempo, a equipe passou a enfrentar menos times mais postados à defesa.

No geral, o time tricolor evoluiu ofensivamente em comparação aos primeiros jogos do ano no Campeonato Paulista. A equipe não fica sem balançar a rede adversária desde a goleada sofrida para o Palmeiras por 4 a 0 na final do Paulistão. De lá para cá, foram 18 gols marcados nas últimas oito partidas, representando uma ótima média de 2,25 por jogo.

O assistente técnico francês Charles Hembert, que comandou o São Paulo na vitória sobre o Santos por 2 a 1, na última rodada do Brasileirão, reconheceu o mérito do time na bola aérea, mas disse que a equipe tem repertório ofensivo. "Tentamos sempre procurar diversificar as maneiras de fazer gols para sermos um time menos previsível possível e termos mais atributos a nosso favor", avaliou Hembert.

FICHA TÉCNICA

EVERTON-CHI X SÃO PAULO

EVERTON-CHI - De Paul; Echeverría, Barroso e Oyarzún; Medina, Valenzuela, Berríos, Madrid e Ibacache; Cuevas e Di Yorio. Técnico: Francisco Meneghini.  

SÃO PAULO - Thiago Couto, Igor Vinicius, Miranda, Léo e Reinaldo; Luan, Andrés Colorado, Talles Costa e Patrick; Rigoni e Luciano. Técnico: Rogério Ceni.

ÁRBITRO - Fernando Rapallini (ARG).

HORÁRIO - 19h15.

LOCAL - Sausalito, Viña del Mar, Chile.

TV - Conmebol TV.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.