Alex Silva / Estadão
Alex Silva / Estadão

São Paulo supera a Ferroviária e encara o Mirassol na semifinal do Paulistão

Com os titulares após poupá-los na Libertadores, equipe de Hernán Crespo faz 4 a 2 no Morumbi e se classifica

Glauco de Pierri, O Estado de S.Paulo

14 de maio de 2021 | 23h29

Priorizando a disputa do Campeonato Paulista Sicredi 2021 em relação à Libertadores para tentar sair do incômodo jejum de títulos, o São Paulo confirmou o seu amplo favoritismo e carimbou sua passagem às semifinais. No Morumbi, nesta sexta-feira, o time soube aproveitar as várias falhas defensivas da Ferroviária e venceu por 4 a 2. Agora, no domingo, a equipe do técnico Hernán Crespo recebe o Mirassol, mais uma vez em casa e em jogo único. A outra semifinal será entre Corinthians e Palmeiras.

O Mirassol não traz boas lembranças para o torcedor do São Paulo. No ano passado, o time do Interior eliminou o Tricolor nas quartas de final com uma vitória por 3 a 2 no Morumbi.

 O São Paulo completou o seu 13.º jogo invicto – nove vitórias e quatro empates. Logo no primeiro minuto, o time chegou com muito perigo. Liziero, animado com a convocação para a seleção olímpica, conseguiu se antecipar na saída de bola da Ferroviária e tocou para Pablo na entrada da área – ele cortou e bateu forte para boa defesa de Saulo.

O São Paulo seguia soberano em campo. O time parece estar muito bem treinado por Hernán Crespo. Aos 17, Igor Vinícius cruzou na área e Gabriel Sara cabeceou para nova defesa do goleiro da equipe do Interior. Quatro minutos depois, foi a vez do argentino Benítez mandar para o gol e mais uma vez Saulo apareceu para salvar a Ferroviária.

 Em um dos únicos erros da equipe no primeiro tempo, aos 25 foi a vez da Ferroviária quase abrir o placar. Léo tentou recuar do meio para a defesa, Rogério apertou e a bola sobrou para Bruno Mezenga, que levou para a direita e bateu forte, mas para fora.

 O susto fez o São Paulo partir para cima. Aos 28, Igor Vinícius recebeu de Benítez pela direita, cortou a marcação e cruzou para Gabriel Sara entrar sozinho e só escorar para abrir o placar no Morumbi.

Mas o São Paulo queria mais e partiu para tentar definir o confronto ainda na primeira etapa. Mais uma vez pela direita do ataque, de novo Igor Vinícius recebeu de Benítez e mandou rasteiro para a área. Gabriel Sara desviou e Liziero bateu firme de esquerda para anotar o segundo do Tricolor – Saulo tentou fazer a defesa, mas a bola ultrapassou a linha.

Aos 38, Reinaldo obrigou Saulo a fazer boa defesa em cobrança de falta. Depois, em um ataque bem trabalhado, a Ferroviária chegou com Rogério, que foi derrubado por Miranda na entrada da área. Na cobrança, aos 42 minutos, o experiente Renato Cajá mandou no ângulo, sem chances para Tiago Volpi, e diminuiu o placar.

 No segundo tempo, logo no início a Ferroviária tentou pressionar a saída de bola do São Paulo. Renato Cajá, maior arma do time do Interior, precisou ser substituído por contusão.

Na primeira jogada de ataque, aos seis minutos, o São Paulo ampliou. Benítez dominou pela esquerda do ataque, cortou a marcação e cruzou rasteiro para Igor Vinícius, sozinho dentro da área, só escorar para fazer o terceiro.

 O jogo ficou fácil demais para o São Paulo. Aos 19, Pablo roubou a bola no campo de ataque e tocou para Benítez, que girou e deu lindo passe para o próprio Pablo bater na saída de Saulo para marcar o quarto gol do São Paulo – noite inspiradíssima do meia argentino.

 Crespo começou a mexer na equipe para poupar seus jogadores e o São Paulo desacelerou. A Ferroviária aproveitou para diminuir. Aos 37, Diogo Mateus deixou Bruno Mezenga na cara do gol e o artilheiro do Paulistão não desperdiçou – foi o 9.º gol do atacante no torneio.

 Neste domingo, o São Paulo tentará dar mais um passo para chegar na decisão e, quem sabe, encerrar a fase sem conquistas do clube que já dura quase nove anos. 

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 4 X 2 FERROVIÁRIA 

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Arboleda, Miranda e Léo; Luan (William), Liziero (Hernanes), Igor Vinicius, Reinaldo e Sara (Shaylon); Benitez e Pablo. Técnico: Hernán Crespo.

FERROVIÁRIA - Saulo; Diogo Mateus, Salustiano, Didi e Arthur Henrique (Igor Fernandes); Meritão (Guilherme Bala), Zanocelo e Renato Cajá (Yuri); Rogério (Hygor), Felipe Marques(Julio Vitor) e Bruno Mezenga.Técnico: Elano.

GOLS - Gabriel Sara, aos 29,  Liziero, aos 33, e Renato Cajá, aos 42 minutos do primeiro tempo. Igor Vinícius, aos 6, Pablo, aos 19, Bruno Mezenga, aos 37 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Salim Fende Chavez.

CARTÕES AMARELOS - Miranda, Yuri, Guilherme Bala, Liziero.

CARTÃO VERMELHO  - Yuri.

LOCAL - Estádio do Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.