São Paulo supera Grêmio no Morumbi por 1 a 0 e se reabilita no Brasileirão

Lucão marcou o gol da vitória em casa e colocou a sua equipe mais próxima do G-4

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

24 de maio de 2014 | 23h02

SÃO PAULO - Os torcedores que encararam o frio para ver o São Paulo no Morumbi neste sábado queriam ao menos uma vitória para apagar o vexame da goleada sofrida na última rodada. O objetivo foi cumprido de forma mínima, sem atuação exuberante e nem uma partida atrativa no triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio. Pelo menos, fica a grande valia do resultado. A vitória sobre o terceiro colocado reabilita o time depois de perder por 5 a 2 para o Fluminense, na última quarta-feira.

Para o autor do gol, o zagueiro Lucão, valeu pelo poder de reação depois do gol contra e da atuação ruim contra os cariocas. O jogador de 18 anos mostrou confiança para dar a volta por cima e na defesa, foi bem ao marcar Barcos.

Menos de 15 mil torcedores toparam ir ao jogo mesmo depois de mais de um mês sem o time atuar na própria casa. Na porta do Morumbi, um pequeno grupo de são-paulinos exibia faixas para pedir o retorno do zagueiro Lugano e criticar a programação do clube para a realização de eventos no estádio durante a Copa.

Mesmo com algumas chances de gol, a partida pecou por ser lenta demais. Faltava velocidade nas jogadas e movimentação aos atletas. Talvez se as equipes tivessem mostrado tais atributos, mais gols sairiam.

O Grêmio dominou o início e se mostrou perigoso pelo lado esquerdo, com os avanços do lateral Breno e do atacante Dudu. O time da casa respondeu com arrancadas individuais. Para o gol sair na etapa inicial faltou ao Grêmio pontaria e ao São Paulo, conseguir superar o goleiro Marcelo Grohe, autor de três ótimas defesas. A melhor delas, em cabeçada de Antônio Carlos após escanteio.

O lateral Douglas, de retorno à equipe depois de cinco jogos lesionado, chegava com facilidade à linha de fundo. Enquanto o único armador do São Paulo, Ganso, insistia demais em passes em profundidade que paravam nas mãos do goleiro.

A expectativa era que depois do intervalo os times melhorassem, mas foi ao contrário. O jogo mostrou equipes dispostas mais a esperar a ação do adversário do que a atacar. O panorama não mudou nem com o gol de Lucão, aos 15 minutos, ao completar falta cobrada por Ganso. O Grêmio só ameaçou para valer no fim em escanteios e quando Barcos quase fez no minuto final. Mesmo sem convencer, a noite valeu para fazer o São Paulo reagir.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 0 GRÊMIO

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Douglas, Antonio Carlos, Lucão, Reinaldo; Souza, Maicon, Ganso; Pato (Pabón), Osvaldo (Boschilia) e Luis Fabiano. Técnico: Muricy Ramalho.

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Pará, Werley, Bressan e Breno (Zé Roberto); Ramiro (Maxi Rodrígues), Riveros (Matheus Biteco), Edinho, Rodriguinho e Dudu; Barcos. Técnico: Enderson Moreira.

GOL - Lucão, aos 15 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ramiro, Souza, Ganso, Breno, Douglas, Maicon.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO/Fifa).

RENDA - R$ 210.275,00.

PÚBLICO - 14.992 no total.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.