São Paulo: Tardelli de roupagem nova

O técnico Emerson Leão ganhou seu primeiro reforço para 2005. É Diego Tardelli, um jogador conhecido do elenco, mas de roupagem nova. O menino problema encontrou seu caminho e agora até usa a palavra ?profissionalismo? para referir-se a si próprio. Tardelli fez dois gols no jogo contra o Vitória domingo e já vislumbra nova fase na carreira, com mais glórias que dor de cabeça para o treinador."O Leão tem me ajudado muito, dentro e fora de campo. Ele me deixa à vontade e me dá força. Dessa forma, fico mais confiante e os gols aparecem. É bom sobretudo porque tenho a chance de começar uma temporada, a de 2005, como titular absoluto e nas graças da torcida", disse Tardelli na chegada da delegação a São Paulo, ontem à tarde, após espera de mais de duas horas no aeroporto de Salvador.O atacante também sonha com a Copa Libertadores, uma competição que o Tricolor persegue há tempos. Para ele, os três pontos diante do Vitória serviram principalmente para garantir o time na competição sul-americana. Com a pontuação que tem hoje, 81, o São Paulo está confirmado na repescagem do torneio. Disputaria a vaga com o Tacuari, do Paraguai. "Sempre pensamos na classificação para a Libertadores como uma obrigação da equipe. Tiramos um peso das costas com essa pré vaga", disse. A confirmação do time na Libertadores deverá ser sacramentada nas duas últimas partidas do Brasileirão ou, na pior das hipóteses, com a punição do São Caetano no STJD, pela morte de Serginho. O Tribunal entende que houve negligência do clube do ABC.Tardelli lembrou ainda que no torneio sul-americano deste ano ele prejudicou o time porque foi afastado por indisciplina e teve de passar por um período de recuperação em Barueri, entre os garotos. "Só voltei na partida contra a LDU." Leão preferiu dar méritos ao atleta. "Só passo confiança", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.