Alex Silva/Estadão<br>
Alex Silva/Estadão

São Paulo tem quase um time de desfalques no Campeonato Brasileiro

Equipe vai enfrentar o Atlético-MG no domingo com dez jogadores fora e na reserva não terá zagueiro nem lateral-esquerdo

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2014 | 07h20

O São Paulo enfrenta o Atlético-MG no domingo com dez desfalques e o técnico Muricy Ramalho terá de quebrar a cabeça para montar a equipe. Sem contar com o meia Paulo Henrique Ganso, o zagueiro Paulo Miranda e o lateral Michel Bastos, todos suspensos, ele já mostra preocupação por não ter, inclusive, jogadores para a reserva em algumas posições. "Não tem ninguém para escalar. Pelo menos os caras estão se superando, mas contra o Atlético-MG é um confronto direto, será uma partida duríssima", diz.

Além do trio, ele não terá Kaká, Souza e Alvaro Pereira, nas seleções nacionais, Ademilson, na seleção olímpica, além de Rodrigo Caio, Rafael Toloi e Lucão, que estão no departamento médico. O treinador lamenta os desfalques. "Existem muitos meninos, mas em jogos difíceis é complicado colocá-los. O Boschilia é quem tem um pouquinho mais de personalidade, não temos muitas opções."

Caso não chame algum atleta da base para a partida em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro, Muricy não terá nenhum suplente de zagueiro, volante ou lateral-esquerdo. O mais provável é que ele entre em campo com Rogério Ceni; Auro, Antônio Carlos, Edson Silva e Reinaldo; Denilson, Hudson e Maicon; Alan Kardec, Pato e Osvaldo.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSão Paulo FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.