Érico Leonan|Divulgação
Érico Leonan|Divulgação

São Paulo tenta reagir em Curitiba com formação mista

Após derrota em casa, time quer se reerguer contra o Coritiba

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

25 de maio de 2016 | 07h00

Caberá ao time misto do São Paulo o objetivo de fazer o clube reagir no Campeonato Brasileiro após perder em casa para o Inter na última rodada por 2 a 1, em casa. Contra o Coritiba, nesta quarta-feira, às 21h45, no Couto Pereira, o técnico Edgardo Bauza promove cinco mudanças para voltar a vencer.

A equipe estreou com vitória fora de casa dos reservas sobre o Botafogo, por 1 a 0, em Volta Redonda, mas a derrota no domingo no Morumbi diminuiu a expectativa por uma arrancada positiva, fora despediçar a oportunidade de em caso de resultado positivo, ter assumido a liderança isolada como o único com com 100% de aproveitamento. O elenco admite que a ansiedade por voltar a jogar a Copa Libertadores ainda atrapalha.

"Temos de esquecer um pouco a Libertadores. Ainda vai demorar um pouco. É importante começar bem, pois perdemos o último jogo", disse o atacante Kelvin, um dos poucos titulares que será escalado. "Levamos esse espírito de Libertadores de ganhar todas as divididas e se ajudar. Perdemos, mas não jogamos mal contra o Inter", completou.

Dos participantes do último jogo, Bruno, Ganso, Calleri e Lugano serão poupados para evitar o desgaste físico. Já o volante e capitão Hudson, tem problema na coxa esquerda e será desfalque pelas próximas semanas. Exceto Lugano, todos foram titulares na última semana pela Copa Libertadores e apresentaram cansaço muscular pela exigência do confronto com o Atlético-MG.

Bauza novamente vai recorrer a jovens que atuaram na primeira rodada, como o lateral Auro, o zagueiro Lucão e o meia Lucas Fernandes, todos com menos de 20 anos. A tendência é os principais jogadores retornarem à equipe no domingo para o clássico no Morumbi contra o Palmeiras.

O treinador argentino definiu a equipe em treino fechado na manhã de terça-feira no CT da Barra Funda. Bauza voltou a trabalhar bastante em bolas paradas, jogada que rendeu 12 gols ao time no ano. Outro foco da atividade foi na parte tática, principalmente para propiciar entrosamento entre os jogadores.

O Coritiba também realizou uma atividade secreta para preparar a equipe. O técnico Gilson Kleina, expulsou no domingo contra o Santos, verá o jogo das tribunas. Em campo, o auxiliar Pachequinho é quem vai organizar o time, que espera pela recuperação do experiente lateral Ceará, de 35 anos, lesionado há cerca de um mês.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA X SÃO PAULO

CORITIBA: Wilson; Ceará, Rafael Marques, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos, Ruy e César González; Leandro e Kleber. Técnico: Gilson Kleina.

SÃO PAULO: Denis; Auro, Lucão, Maicon e Matheus Reis; Thiago Mendes, Wesley, Kelvin, Lucas Fernandes e Centurión; Alan Kardec. Técnico: Edgardo Bauza.

Juiz: Marielson Silva (BA)

Local: Couto Pereira, em Curitiba

Horário: 21h45

Na TV: Globo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.