São Paulo tenta recuperar jogadores para jogo com Necaxa

O próximo adversário do São Paulo é a Ponte Preta, sábado à tarde, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. Mas toda a preparação que está sendofeita pelos lados do CCT da Barra Funda é visando principalmente o confronto com o Necaxa, pela Libertadores da América. A delegação são-paulina embarca para o México no domingo à noite e a grande preocupação é a possível ausência de alguns atletas.O confronto com os mexicanos vale a liderança do Grupo 2. O time de Muricy Ramalho ocupa o segundo posto na tabela com quatro pontos, dois a menos que os adversários da próxima quarta-feira, no Estádio Victória, em Aguascalientes - a cidade está 1.870 m acima do nível do mar.As atenções da comissão técnica nem estão muito voltadas para os preparativos dentro de campo. O que todos querem mesmo saber é como andam as coisas fora das quatro linhas. Ou melhor, na sala do Reffis (Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica). Lá é onde estão em tratamento o zagueiro André Dias, o volante Fredson e o meia Jorge Wagner - Maurinho também se recupera de uma contratura muscular causada pelo longo período em que ficou tratando o joelho operado.Os dois primeiros sofreram lesões musculares na semana passada. André Dias se machucou na partida contra o Guaratinguetá e já ficou de fora do clássico contra o Santos. Fredson se lesionou ainda no primeiro tempo da partida da Vila Belmiro. Para o jogo contra a Ponte Preta, nenhum dos dois estará em campo, apesar do zagueiro estar praticamente pronto. Nesta quinta, ele já deu algumas voltas em um dos campos do CCT, mas deverá ser poupado justamente para o jogo no México.?O André Dias não sente mais dores musculares. Ele está treinando fisicamente, mas não veio a campo nesta quinta-feira para dar prosseguimento ao trabalho de fisioterapia. O seu aproveitamento diante da Ponte Preta depende apenas do Muricy?, explicou o médico José Sanches.O caso de Jorge Wagner é mais complicado. O entorse no tornozelo esquerdo sofrido também no jogo contra o Guaratinguetá deveria afastar o meio-campista do futebol nas próximas três semanas. No entanto, Sanches não escondeu que tentaria acelerar a recuperação do jogador, ao máximo, para que ele não desfalcasse a equipe também contra o Necaxa. Os indícios, porém, não são nada animadores. Afinal, a semana está acabando e Jorge Wagner sequer apareceu no campo para correr. Pode nem viajar.Hugo é o destaqueA dois dias do confronto com a Ponte Preta, o técnico Muricy Ramalho promoveu nesta quinta um treino coletivo entre os titulares e a equipe júnior do time no Morumbi no campo principal do CCT. A equipe principal goleou os vice-campeões da Copa São Paulo por 5 a 0, com três gols do meia Hugo - Souza e Rogério Ceni completaram o placar."Foi muito importante para ajustarmos o time, especialmente a movimentação no meio-campo", disse Muricy. "É, estava bem mesmo. Espero poder repetir isso no sábado", comentou Hugo, que recebeu orientações do comandante da equipe tricolor para subir mais ao ataque. "É raro eu poder chegar perto do gol. Quando dá, aproveito."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.